Podemos ajudar?

Série de conversas ‘Nos tecemos a partir de outras’ começa nesta segunda (12/4)

Série de conversas ‘NOS TECEMOS A PARTIR DE OUTRAS’ contempla a produção de uma arte radical e seminal por mulheres artistas brasileiras da contemporaneidade. A organização é da TERRA-ARTE.

O programa será presencial online via Zoom, todas as segundas feiras (exceto 26/04), às 17h, com palestras seguidas por conversas com professoras, pesquisadoras, curadoras, e diretoras de centros de artes, mulheres profissionais que ocupam um lugar de distinção e excelência em seus próprios campos de atuação – dentro e fora da academia. Cada uma delas vêm nos oferecer suas leituras sobre a produção de artistas que são objetos de suas pesquisas e/ou curadoria de mostras.

Participam: Cláudia Saldanha, Veronica Stigger, Graça Ramos, Paula Terra-Neale, Sheila Cabo Geraldo, Marisa Flórido Cesar, Taisa Palhares, Marta Mestre, Bianca Dias, Cristiana Tejo e Viviane Matesco.

 

O primeiro encontro será ‘MARCIA X: Claudia Werneck Saldanha’, no dia 12 de abril.

12/04 Marcia X

 

Série de conversas ‘Nos tecemos a partir de outras’ começa nesta segunda (12/4)
Marcia X, PANCAKE, 2001

 

Série de conversas ‘Nos tecemos a partir de outras’ começa nesta segunda (12/4)
Claudia Werneck Saldanha

 

Confira a programação completa:

NOS TECEMOS A PARTIR DE OUTRAS

Ciclo de Palestras e Conversas via Zoom

12 de Abril a 21 de Junho | Segundas feiras, 17hs-19hs (exceto 26/04)

10 sessões: caso você perca alguma você poderá assistir o vídeo um outro dia nos próximos 5 dias.

1 . 12/04 Marcia X Claudia Saldanha

Mestre em Artes Visuais pelo Pratt Institute, Nova York; Doutora em Artes Visuais pelo Instituto de Artes Visuais da UERJ, RJ. É Professora de História da Arte da UERJ. É Diretora do Paço Imperial. De 2008 a 2014 foi Diretora da Escola de Artes Visuais do Parque Lage. De 2003 a 2005 dirigiu a Divisão de Teoria e Pesquisa do Museu de Arte Contemporânea de Niterói. De 1993 a 2005 dirigiu a Divisão de Artes Visuais do Instituto Municipal de Arte e Cultura – RioArte. Nesse período foi curadora da Galeria Sérgio Porto e da Série Rioarte Vídeo / Arte Contemporânea. Foi curadora de inúmeras mostras, dentre as quais “Márcia X” na Galeria Weisser Elephant, Berlin (2006) e “Márcia X Revista”, Paço Imperial (2005 e 2006).

2 . 19/04 Maria Martins: uma conversa sobre aspectos da obra

Veronica Stigger

Escritora, Crítica de Arte e Professora na Pós-Graduação em Histórias das Artes da FAAP. Possui doutorado em Teoria Crítica da Arte e pesquisas de pós-doutorado junto a Università degli Studi di Roma “La Sapienza”, ao MAC USP e ao Instituto de Estudos da Linguagem da UNICAMP. Foi curadora, entre outras, das exposições Maria Martins: metamorfoses e O útero do mundo, ambas no MAM (São Paulo, 2013 e 2016); e, com Eduardo Sterzi, Variações do corpo selvagem: Eduardo Viveiros de Castro, fotógrafo, no SESC Ipiranga (2015), SESC Araraquara (2016), Weltkulturen Museum (Frankfurt, 2017) e CIAJG (Guimarães, 2019).Com a exposição sobre Maria Martins, angariou o Grande Prêmio da Crítica da APCA e o Prêmio Maria Eugênia Franco, concedido pela ABCA para melhor curadoria do ano.

Graça Ramos

Pesquisadora e Curadora. Possui mestrado em Literatura pela Universidade de Brasília e doutorado em História da Arte – Universidade de Barcelona com tese sobre Maria Martins. Autora de ”Maria Martins: escultora dos trópicos” 1ªed.(2009). Possui livros teóricos em literatura infanto-juvenil e foi responsável pelo blog A pequena leitora, publicado em O Globo digital,dedicado a esse segmento.

3 . 03/05 Mário Pedrosa e as Lygias: Clark e Pape Paula Terra-Neale

Historiadora de Arte (Doutora em História e Teoria da Arte, Essex University e Mestre em História Social da Cultura pela PUC-Rio, postdoc EBA UFRJ), pesquisadora e curadora independente, lançou sua plataforma e espaço de projetos sem fins lucrativos Terra-Arte, na Inglaterra, de onde trabalha com artistas contemporâneos/as internacionais e desenvolve programas de redes e mentoreamento com artistas e pesquisadoras mulheres. Trabalhou com diversas instituições culturais como o British Council, The National Trust, The Modern Art Oxford, a Latin American Art Collection da University of Essex e a Casa França-Brasil, e lecionou nos departamentos de História da Arte da UFRJ e Pontifícia Universidade Católica do Rio. Tese de PhD sobre “Modernidade: Hélio Oiticica e Lygia Clark”.

4 . 10/05 Rosana Paulino Sheila Cabo Geraldo

Professora de História e Teoria da Arte na graduação e mestrado na UERJ. Possui doutorado em História (UFF) com pesquisa no DAAD em Berlin. Vem desenvolvendo a pesquisa Arte e História no Brasil Moderno e Contemporâneo, em que discute a produção em história, teoria e crítica de arte e nesse campo publicou entre outros Barrio: a morte da arte como totalidade; Conversa com Anna Bella Geiger; Gravura Contemporânea; Eis o saldo: arte como fotografia. Foi professora convidada da PUC e editora da Revista Concinnitas.

5 . 17/05 Sonia Andrade e Ana Vitória Mussi Marisa Flórido Cesar

Crítica de Arte, Curadora e Professora adjunta do Instituto de Artes da UERJ, dedica-se à pesquisa da arte contemporânea brasileira, destacando projetos e práticas que extrapolam o espaço expositivo convencional. Arquiteta, com mestrado e doutorado em Artes Visuais na UFRJ. Foi curadora responsável pela exposição “Sonia Andrade: retrospectiva 1974-1993” (2013) no Centro de Artes Hélio Oiticica, RJ e das exposições de Ana Vitória Mussi, “Bang” no Oi Futuro e “Imagética” no Paço Imperial (co-curadoria de Adolfo Montejo Navas). Foi organizadora do livro “Ana Vitória Mussi” e é autora de artigos publicados em diversos periódicos e de livros, como Nós, o Outro, o Distante na Arte Contemporânea Brasileira (2014). Entre 2010 e 2013, colaborou como crítica de arte para o jornal O Globo

6 . 24/05 Mira Schendel Taisa Palhares

Curadora independente e Professora de Estética, Dept. Filosofia, Universidade Estadual de Campinas. Possui mestrado e doutorado em Filosofia pela USP. Foi responsável pela mostra ‘Mira Schendel’ (2013/2014) uma parceria da Pinacoteca do Estado e Tate Modern, dentre outras, quando foi pesquisadora e curadora da Pinacoteca do Estado de São Paulo. Organiza, desde 2016, o ‘Grupo de Estudos em Estética e Teoria da Arte’ (GEETA) no Departamento de Filosofia da Unicamp. É membro do “Centro de Pesquisa em Psicanálise, Estética e Teoria Crítica (CePETC)” do IFCH. Organizou o volume Arte brasileira no acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo (2010), ganhador do Prêmio Jabuti na categoria “Livro didático e paradidático” (2011).

7 . 31/05 Maria Auxiliadora da Silva: para além da arte popular Marta Mestre

Curadora-geral do Centro Internacional das Artes José de Guimarães/CIAJG, Guimarães. Formada em História da Arte e em Cultura e Comunicação, foi curadora no Instituto Inhotim, curadora-assistente no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, curadora-convidada e docente na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro. É co-curadora da coleção de ensaios de arte Imago (editora KKYM, Portugal). Escreve regularmente ensaios e textos para instituições, revistas e projetos. Recebeu a bolsa “Laboratório Curatorial/ SPArte”, São Paulo 2012 e “Travel Grant Award / CIMAM”, 2014 e 2019. Participa regularmente em júris de prémios de artes visuais. Desenvolve projetos independentes e pesquisa sobre narração histórica da arte, com ênfase para contra-narrativas da arte contemporânea, arquivos de artistas e movimentos culturais, sociais e políticos.

8 . 07/06 A dimensão do biográfico na arte: Ana Maria Maiolino, Anna Bella Geiger e Brígida Baltar Bianca Dias

Psicanalista, escritora, ensaísta e crítica de arte, atuando no território multidisciplinar e autora do livro “Névoa e Assobio”. Mestre em Estudos Contemporâneos das Artes pela UFF. Cursou História da Arte pela FAAP. Graduada em Psicologia pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora – CES. Fundou e coordenou o Núcleo de Investigação em Arte e Psicanálise do Instituto Figueiredo Ferraz – IFF além de vários projetos interdisciplinares, com uma vasta lista de publicações e cursos.

9 . 14/06 A Pedagogia Radical de Celeida Tostes Cristiana Tejo

Curadora Independente e Doutora em Sociologia (UFPE). É Investigadora do Instituto de História da Arte da Universidade Nova de Lisboa e Pesquisadora do Projeto Artistas e Educação Radical na América Latina: Anos 1960/1970. Foi co-curadora do 32º Panorama da Arte Brasileira do MAM – SP, com Cauê Alves, em 2011. Foi Diretora do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães(2007-2009), curadora de Artes Plásticas da Fundação Joaquim Nabuco (2002-2006), Curadora do Rumos Artes Visuais do Itaú Cultural (2005-2006), Curadora visitante da Torre Malakoff (2003 – 2006) e curadora do 46º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco (2004-2005). Foi curadora da Sala Especial de Paulo Bruscky na X Bienal de Havana, co-curou Brazilian Summer Show – Art & the City (Museum Het Domein, Holanda, 2009) com Roel Arkenstein, Futuro do Presente (Itaú Cultural, 2007) com Agnaldo Farias e Art doesn’t deliver us from anything at all (ACC Galerie, Weimar, 2006). Gere o projeto NowHere – trocas e experimentos artísticos com a artista Marilá Dardot, em Lisboa, onde reside.

10 . 21/06 Leticia Parente Viviane Matesco

Professora Adjunta da UFF. Tem Mestrado em História Social da Cultura pela PUC-Rio e Doutorado em Artes Visuais pela UFRJ. Realizou Estágio na École des Hautes Études en Sciences Sociales, Paris. Foi professora e coordenadora da Escola de Artes Visuais /Parque Lage. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em crítica e história da Arte, atuando principalmente nos seguintes temas: corpo e arte, arte brasileira, arte contemporânea, estudos curatoriais em acervos museológicos. Foi co- curadora com Fernando Cocchiarale da mostra “O Corpo na Arte Contemporânea Brasileira”, Itaú Cultural. Publicou Corpo, imagem e representação (Zahar/2009) e outros. É membro Regular do International Council of Museums (ICOM) e da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (ANPAP)

 

Série de conversas ‘Nos tecemos a partir de outras’ começa nesta segunda (12/4)

 

Faça a sua inscrição clicando aqui.