Podemos ajudar?

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo

A arte é marcada por diversas mulheres, mesmo com a discriminação e escassez de reconhecimento ao longo de toda a história. Há diversas artistas e profissionais mulheres em destaque, porém o mercado ainda dá mais espaços e uma maior visibilidade para os homens. Ao longo do tempo essa história vem mudando, as mulheres estão se empoderando e conquistando cada vez mais esse lugar.

Embora sejam inegavelmente talentosas e capacitadas, as mulheres ainda enfrentam muitas barreiras para se posicionar artisticamente no mercado de arte. Falaremos sobre algumas delas que marcaram e continuam construindo seu legado na arte. São elas: Anna Bella Geiger, Lygia Pape, Marina Abramović, Keyezua, Doris Salcedo e Judy Chicago.

 

Anna Bella Geiger (Rio de Janeiro, 1933)

Anna Bella Geiger é escultora, pintora, gravadora, desenhista, artista intermídia e professora. Começou atando suas obras ao abstracionismo informal, sendo aluna de Fayga Ostrower na década de 50.

No início dos anos 60, Anna Bella Geiger passou a se dedicar integralmente à gravura, desenvolvendo uma figuração abstrata. Através desse figurativismo, a artista viveu sua ‘fase visceral’, representando pedaços do corpo e questionando a limitação dos terrenos culturais.

Necessitando de meios diferentes de expressão, Anna Bella Geiger passou os anos 70 em uma fase experimental, utilizando-se de fotogravura, fotografia clichê, fotomontagem, serigrafia, xerox, cartão-postal e vídeo, por exemplo.

Influenciada pela arte conceitual, a artista passou a explorar questões de identidade e cultura nacional. Destacam-se as séries ‘Brasil Nativo/Brasil Alienígena’ e ‘O Pão Nosso de Cada Dia e Local da Ação’.

 

 

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo
Anna Bella Geiger

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo
Anna Bella Geiger / MASP

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo

 

 

Lygia Pape (Nova Friburgo, Rio de Janeiro, 1927)

Lygia Pape foi gravadora, escultora, pintora, diretora de cinema, designer e docente. Ela estudou com Fayga Ostrower e Ivan Serpa, deixado uma obra marcada pela diversidade e pelo abstracionismo geométrico.

Lygia participou do movimento neoconcreto, ao lado de nomes como Ferreira Gullar e Hélio Oiticica. Ela também colaborou com o cinema novo ao fazer cartazes para filmes como Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964) e Vidas Secas (1963). Baseando-se na experimentação e na mutação, Lygia Pape é um dos grandes nomes da arte contemporânea brasileira.

Destaca-se ‘Livro do Tempo’, obra com mais de 300 pelas diferentes.

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo
Lygia Pape

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo
‘Livro do Tempo’, Lygia Pape

 

Marina Abramovic (Sérvia, 1946)

Marina Abramovic teve uma infância conturbada, nascendo durante o regime militar de Josip Broz. Ela também sofreu com a falta de afeto maternal, fato que acabou refletindo bastante em sua obra.

A artista é um dos grandes nomes da arte performática, seu trabalho pioneiro resultou em muito sucesso, além de muita controvérsia. Em ‘Rhythm 10’, ela brincava com facas; em ‘Rhythm 5’, ela se deitava no centro de uma estrela de fogo; em ‘Rhythm 2’, ela ficava sob efeito de drogas controladas; e em ‘Rhythm 0’, ela se dispunha aos espectadores.

Esta última sem dúvida é sua performance mais marcante. Marina Abramovic se colocou ao dispor do público durante 6 horas, deixando uma mesa com 72 objetos e avisando que a plateia poderia fazer o que quisesse com ela. A artista chegou a ter uma arma apontada contra a cabeça.

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo

 

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo
Rhythm 0 – Marina Abramovic

 

Keyezua (Angola, 1988)

Keyezua é uma artista visual que nasceu em Angola e que já atuou em diversos nichos, como filmes, poemas, pinturas e esculturas. Graduada na Royal Academy of ArtsThe Hague, na Holanda, que usa a arte para quebrar estereótipos e estigmas sobre a África.

Atualmente ela utiliza a fotografia para abordar feminilidade, luto, perda e deficiência com um ‘realismo romântico’. Ela acredita que um artista africano só pode quebrar a epidêmica imagem estigmatizada e preconceituosa sobre a África através das mídias, quebrando o silencio e os estereótipos tradicionalistas.

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo
KEYEZUA

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo
Fortia 07, 2017

 

Doris Salcedo (Bogotá, 1958)

Doris Salcedo é internacionalmente reconhecida por ter obras relacionadas à violência política, como conta a artista:

“Centrei toda minha obra na violência política. No início de cada trabalho há um testemunho. Então todas as obras, todas as instalações que faço estão relacionadas a isso. Parto sempre de um testemunho real e em cima disso vou construindo algo que já não é tão precisamente sobre essa vítima, mas que leva a uma memória que é algo um pouco mais amplo sobre esse tipo de eventos”.

Suas obras, de tom melancólico, remetem à ausência. Em ‘6 e 7 de novembro’ (2002) ela mostra 280 cadeiras pela fachada do Palácio da Justiça da Colômbia, representando a falta de quem as ocupava antes da chacina cometida pelos guerrilheiros da M-19.

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo
Doris Salcedo

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo
6 e 7 de novembro (2002)

 

Judy Chicago (Estados Unidos, 1939)

Judy Chicago é uma das mais famosas artistas feministas. Suas obras abordam pincipalmente o nascimento e criação, explorando o papel das mulheres ao longo da história.

Ela mescla trabalhos estereotipicamente femininos como a tecelagem com outros estereotipicamente masculinos, como a soldagem. ‘The Dinner Party’ reflete as realizações das mulheres ao longo da história e é sua obra mais famosa.

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo
Judy Chicago

 

Relembre 6 mulheres da arte contemporânea, de Anna Bella Geiger a Doris Salcedo