Podemos ajudar?

Primeira NFT Art da história é vendida na Sotheby’s por US$ 1,4 milhão

A primeira obra em NFT Art da história foi vendida na Sotheby’s por US$ 1,4 milhão na última quinta (10/06). ‘Quantum’, do artista nova-iorquino Kevin McCoy é uma animação em forma de octógono que foi registrada com um certificado de autenticidade do tipo NFT em 2014. Na época, o termo ainda nem existia.

Os NFTs (tokens não fungíveis) são certificados de propriedade que podem ser associados aos produtos digitais. “Em 10 anos, quando olharmos para trás (…) este trabalho pode simbolizar o início de algo bastante revolucionário”, disse Max Moore, vice-presidente encarregado de arte contemporânea na Sotheby’s.

No dia 4 de junho, um dia após o início do leilão, o valor do lance para a obra ‘Quantum’ estava em US$ 140 mil, sendo posteriormente cunhado com a marca milionária.

 

Primeira NFT Art da história é vendida na Sotheby’s por US$ 1,4 milhão
Mulher observa “Quantum”, de Kevin McCoy, primeira obra com certificado NFT da história — Foto: TIMOTHY A. CLARY / AFP

 

 

“Criação, tempo, história da arte e a própria ideia de blockchains se cruzam nas ondas de Quantum. É um trabalho para meditar não apenas sobre a gênese da mais nova corrente da história da arte, mas sobre os princípios fundadores que sustentam a totalidade desse novo sistema descentralizado”, conta o texto da obra.

A venda acompanha também o primeiro iNFT, o NFT Inteligente, uma personagem de inteligência virtual chamada Alice, que pode interagir com seu comprador. McCoy, que hoje tem 51 anos, conta que se apaixonou pelo mercado cripto em 2013. Ele chegou a ter uma plataforma de troca de objetos certificados que hoje já é extinta. Na época, segundo ele, sua iniciativa foi vista com muita frieza.

 

Primeira NFT Art da história é vendida na Sotheby’s por US$ 1,4 milhão
Quantum, de Kevin McCoy