Podemos ajudar?

O branco da neve por Melanie Manchot

A artista alemã Melanie Manchot apresenta nesta quinta sua série “white light, black snow” na galeria Parafin em Londres como parte da programação da Frieze Art Fair London 2018.

Desta vez sua investigação foi feita nas montanhas nevadas da Suíça. Melanie desenvolveu sua pesquisa em diferentes apreensões sobre o branco, a neve, a luz, e os efeitos estéticos na neve a noite. Suas imagens sondam a materialidade de toda essa brancura, assim como a escuridão contrastante da rocha e do concreto, tanto de dia quanto de noite.

De acordo com o diretor da galeria as obras estão instaladas de forma não convencional, no primeiro piso da galeria temos as fotos diurnas em paredes brancas, no subsolo ficam as imagens noturnas em paredes escuras. Também a posição das imagens é diferente, como abaixo da linha do olhar, inclinadas e até na horizontal viradas para cima, como é o caso da obra Cadence (2018), um vídeo exibido em uma tela LCD de baixo para cima. De um ponto de vista aéreo, vemos um cavalo escuro sendo conduzido a uma paisagem de neve e depois andando em círculo, inscrevendo um rastro de pegadas na neve, criando uma espécie de desenho. A cena é altamente formal, mas equilibra as noções de natureza e agência humana. Ele também oferece um eco dos trabalhos anteriores de Manchot, usando coreografia, dança e procissões.
O trabalho de Manchot está incluído em importantes coleções públicas e privadas, incluindo a Arts Council Collection, em Londres, a FMAC, o Fonds Municipal d’Art Contemporain, em Paris e o Brooklyn Museum, em Nova York.
Em 2017, a Manchot foi escolhida para o prestigiado Prêmio Jarman pelo Film London. A exposição “Open Ended Now” será exibida no Musée d’Art Contemporain du Val-de-Marne, em Paris, de 20 de outubro de 2018 a 24 de fevereiro de 2019.

 

O branco da neve por Melanie Manchot

 

O branco da neve por Melanie Manchot

 

O branco da neve por Melanie Manchot