Podemos ajudar?

No fim de semana das crianças, o MAM-RIO oferece programação gratuita repleta de brincadeiras, jogos e histórias

O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM Rio) elaborou programação especial e gratuita para as crianças, que acontecerá de forma presencial nos dias 10 e 11 de outubro, com visitas mediadas às exposições, oficinas de artes, contação de histórias e jogos. No feriado do dia 12, as atividades serão realizadas através das redes sociais da instituição.

 

Formas de estar junto é o tema que norteia as proposições dos  educadores e artistas convidados para as áreas internas e externas do museu, com intervenções artístico-pedagógicas, oficinas e contação de histórias. As atividades estimulam as trocas entre crianças e adultos através da cultura do brincar, potencializando a experiência de parque e de espaço amplo que singulariza o MAM Rio.

 

“Museus como o MAM, que tem escala monumental e área a céu aberto, são opções ideais para o carioca depois de tantos meses de confinamento. A retomada do contato presencial com a arte, uma ferramenta fundamental de educação, é um ganho imenso para as crianças. As atividades elaboradas pela equipe do museu desenvolvem a capacidade de representar o simbólico. É uma oportunidade de brincar em família com todos os protocolos de segurança, sem aglomeração”, afirma Fabio Szwarcwald, diretor-executivo do MAM Rio.

 

No sábado e no domingo, a programação inclui jogos, visitas e contação de histórias em que noções como proximidade e distanciamento, bem como cuidar de si e do grupo, serão exploradas a partir das personagens que povoam os espaços e exposições do MAM Rio. “Pretendemos criar um ambiente no qual crianças e adultos estejam conosco na construção e proposição de formas de estarmos juntos – em sociedade, no museu e com a arte”, ressalta Gleyce Kelly Heitor, Gerente de Educação e Participação do MAM.

 

Na segunda-feira, Dia das Crianças, o museu estará fechado mas oferecerá programação on-line. A estreia do AniMAM, série de animações direcionadas ao público de primeira infância (de 0 a 6 anos), é o ponto alto. Com patrocínio da Petrobras, a série envolve a criação de animações comissionadas com artistas brasileiros, nas quais uma dupla formada por um músico e um animador cria um vídeo com base no universo dos artistas em exposição no MAM. O projeto amplia temáticas pouco abordadas em animações para primeira infância ao apresentar, de forma lúdica, conteúdos referentes à arte moderna, à arquitetura do MAM Rio e sua multiplicidade de acervos.

No fim de semana das crianças, o MAM-RIO oferece programação gratuita repleta de brincadeiras, jogos e histórias
MAM Rio – Foto Fabio Souza-MAM Rio

Confira a programação completa (todas as atividades devem ser reservadas previamente através do site):

 

>> Sábado, dia 10 de outubro

 

11h – Visita Bricontando – Por Cintia Maria Ricardo 

Existem inúmeras formas de se relacionar e re-existir. Nesta visita vamos passear, narrar, brincar, inventar histórias, contar para tudo e com tudo que encontrarmos no MAM Rio, para juntos inventarmos o agora.

 

Faixa etária: crianças a partir de 03 anos

Para 5 crianças acompanhadas de um adulto cada

Duração da atividade: 1h

Local: foyer e exposições

 

13h – Oficina Linha d’Água – Por Prili e Kammal João 

As linhas que cruzam os espaços, a arquitetura, os corpos. As linhas que demarcam limites, filas de mercado, linhas invisíveis que distanciam, linhas de memórias, linhas de chão que já foi mar, linhas que escrevem palavras, linhas imaginárias que desenham e contam histórias. Durante a oficina iremos delimitar um espaço no chão tendo um dos pilotis como centro. Juntes traçaremos com fita a moldura dessa tela/chão. Em silêncio e como um cardume seguro,  mantendo uma distância de 2m, buscaremos água para efêmera e coletivamente desenhar no chão e no pilar do MAM Rio.

 

Faixa etária: crianças de todas as idades

Para 5 crianças acompanhadas de um adulto cada

Duração da atividade: 1h

Local: foyer e pilotis do MAM Rio

 

15h – Ariku – Histórias de Recomeço – Por Tatiana Henrique e Herbert Said

Ariku significa saúde em lucumi,  língua litúrgica utilizada pelos praticantes de Santería em Cuba. Em Ariku – histórias de recomeço, vamos conhecer itans que nos recontam como a busca pela harmonia e bem estar sempre estiveram presentes! Narrativas iorubano-brasileiras que falam sobre o poder de plantas e flores, a busca pela água, a magia das artes africanas. Porque a Vida sempre encontra um caminho para o reinício.

 

Faixa etária: crianças de todas as idades

Para 10 crianças acompanhadas de um adulto cada

Duração da atividade: 1h

Local: Terraço do MAM (acesso pela rampa)

 

>> Domingo, dia 11 de outubro

 

11h – Visita Encontrar sonhos – Por Lais Daflon e Lucas d’Ávila

O que aparece nos sonhos quando dormimos? Você consegue lembrar? Nesse jogo, crianças e adultos são convidados a procurar sonhos possíveis na exposição Irmãos Campana – 35 Revoluções. Através de conversas e ativações, o grupo é instigado a percorrer o espaço na busca de formas reais e imaginárias a partir das obras.

 

Faixa etária: de 07 a 09 anos
Para 5 crianças acompanhadas de um adulto cada

Duração da atividade: 1h

Local: Foyer e Exposição Irmãos Campana – 35 Revoluções

 

13h – Jogo de fachada – Por André Vargas

Jogando com a história, o que está por detrás do que nos é passado como verdade? Como descobrir outras histórias e aprender com elas outras maneiras de ler e valorizar aspectos importantes da nossa cultura? Esse jogo de cartas e dicas discute a valoração das fachadas coloniais no reconhecimento da materialidade de que são feitas as faces mais populares das casas brasileiras e, ao mesmo tempo, é uma ponte para discutir as violências do período colonial e sua herança atual. Os participantes tentarão descobrir através das dicas que as janelas e portas das fachadas revelam, do que é feita a fachada que está na face de trás das fachadas coloniais se deparando com identidades mais comuns de urbanização.

 

Faixa etária: de 10 a 13 anos

Para 5 crianças acompanhadas de um adulto cada

Duração da atividade: 1h

Local: foyer e exposição Campos Interpostos

 

15h – Ariku – Histórias de Recomeço – Por Tatiana Henrique e Herbert Said

Ariku significa saúde em lucumi,  língua litúrgica utilizada pelos praticantes de Santería em Cuba. Em Ariku – histórias de recomeço, vamos conhecer itans que nos recontam como a busca pela harmonia e bem estar sempre estiveram presentes! Narrativas iorubano-brasileiras que falam sobre o poder de plantas e flores, a busca pela água, a magia das artes africanas. Porque a Vida sempre encontra um caminho para o reinício.

 

Faixa etária: crianças de todas as idades

Para 10 crianças acompanhadas de um adulto cada

Duração da atividade: 1h

Local: Terraço do MAM (acesso pela rampa)

 

>> Segunda-feira, dia 12 de outubro

Lançamento do AniMAM – série de animação a partir do museu

 

No Dia das  Crianças lançaremos o primeiro episódio da série AniMAM, direcionado ao público de primeira infância (de 0 a 6 anos). O projeto, que conta com o patrocínio da Petrobras, envolve a criação de animações comissionadas com artistas brasileiros, nas quais uma dupla formada por um músico e um animador criam um vídeo com base no universo dos artistas em exposição no MAM Rio. O projeto amplia temáticas pouco abordadas em animações para primeira infância ao apresentar, de maneira lúdica, conteúdos referentes à arte moderna, à arquitetura do MAM Rio e sua multiplicidade de acervos.

O primeiro episódio da primeira temporada, criado pela Maria Marcolina Filmes com trilha sonora de Carlota Borges e Max Teixeira, usa a técnica de stop motion em massa de modelar para apresentar o universo da artista Wanda Pimentel, que está em exposição no MAM até 25 de outubro.

O AniMAM é veiculado através do canal do MAM Rio no Vimeo: www.vimeo.com/mamrio

 

Sobre o MAM Rio

 

O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM Rio), fundado em 1948, é voltado às vanguardas e à experimentação nas artes, cinema e cultura. Seu acervo de cerca de 15 mil obras forma uma das mais importantes coleções de arte moderna e contemporânea da América Latina. O museu realizou inúmeras exposições que marcam até hoje as expressões e linguagens das artes visuais e abrigou múltiplos movimentos artísticos brasileiros.

 

O MAM Rio é uma instituição cultural constituída como uma sociedade civil de interesse público, sem fins lucrativos, apoiada por pessoas físicas e por empresas, que tem atualmente a Petrobras, o Itaú e a Ternium como mantenedores por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e o Grupo PetraGold como patrocinador.

 

Desde janeiro de 2020, a nova gestão do MAM Rio, liderada pelo diretor-executivo Fábio Szwarcwald, com o apoio do corpo de conselheiros do MAM e das demais áreas do museu, deu início a um processo de profunda transformação institucional envolvendo novas ideias, novos fluxos de trabalho e novas atitudes. As ações do processo de transformação buscam coerência com o projeto original do museu, pautado pelo tripé arte-educação-cultura. Um movimento de potencialização das ações já realizadas no museu, em consonância com seu histórico, e de acolhimento de todos que desfrutaram da efervescência dos diversos espaços do MAM Rio, incluindo públicos que nunca visitaram a instituição.

No fim de semana das crianças, o MAM-RIO oferece programação gratuita repleta de brincadeiras, jogos e histórias
MAM Rio – Foto Fabio Souza

SERVIÇO GERAL | FIM DE SEMANA DAS CRIANÇAS NO MAM RIO

 

MAM RIO

End: Av. Infante Dom Henrique, 85

Aterro do Flamengo – Rio de Janeiro

Tel: (21) 3883-5600

Instagram: @mam.rio

 

Horários de visitação:
Sábado e domingo, das 10h às 18h

 

INGRESSOS

Contribuição sugerida, com opção de acesso gratuito.
Valores sugeridos:
Adultos: R$ 10

Idosos, crianças e estudantes: R$ 5

Ingressos on-line em: www.mam.rio/ingressos

Bloco de exposições

Contribuição sugerida, com opção de acesso gratuito.
Valores sugeridos:
Adultos: R$ 20

Idosos, crianças e estudantes: R$ 10

Ingressos online em: www.mam.rio/ingressos

 

EXPOSIÇÕES

 

Campos Interpostos

Exposição coletiva.
Curadoria: Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes.

Encerramento: 01 de novembro de 2020

 

Irmãos Campana – 35 Revoluções

Exposição de Fernando e Humberto Campana.

Curadoria: Francesca Alfano Miglietti.

Encerramento: 10 de janeiro de 2021

Poça/Possa

Exposição de Ana Paula Oliveira.
Curadoria: Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes.

Encerramento: 08 de novembro de 2020

 

Wanda Pimentel

Curadoria: Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes.

Encerramento: 25 de outubro de 2020

 

Programa Intervenções – Noite de Abertura, de Thiago Rocha Pitta

Espaço: Foyer e área externa

Curadoria: Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes.

Abertura: Quarta, 2 de setembro de 2020

Encerramento: 15 de novembro de 2020

 

Alucinações à beira mar

Exposição coletiva.

Curadoria: Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes.

Encerramento: 25 de outubro de 2020