Podemos ajudar?

Museu de Arte do Rio terá a VIII Jornada de Educação e Relações Étnico-Raciais

Desde sua criação em 2013, o Museu de Arte do Rio (MAR) realiza o projeto Jornada de Educação e Relações Étnico-Raciais, visando o intercâmbio de experiências e pensamentos sobre como a cultura e a arte contribuem para a formação de uma sociedade antirracista, democrática, plural e inclusiva. O evento terá sua 8ª edição nos dias 23, 24 e 25 de novembro, sendo feito de forma online através do canal do MAR no YouTube.

A Jornada de Educação e Relações Étnico-Raciais é parte do Programa Formação e Extensão Universitária, integrante da Escola do Olhar, em homenagem ao mês da Consciência Negra.

São conferências, oficinas e mesas de debate envolvendo participantes que representam as áreas da educação, arte, cultura, literatura, afro-brasilidades e direitos humanos. O projeto também é composto por laboratórios, iniciativas e pesquisas realizadas em ambientes escolares e não escolares. Para participar de alguns eventos é necessário se inscrever previamente, de forma gratuita.

No dia 23, a Oficina Corpo Fala explorará as potências poéticas do corpo e da casa através de exercícios teatrais, fazendo releituras de obras do acervo MAR utilizando espaços e objetos. Se inscreva aqui

No dia 25, a Oficina O Corpo Negro irá abordar a transmissão e criação a partir da representação das Yabás, partindo do encontro de suas corporeidades, suas identidades e ancestralidade. Se inscreva aqui.

Também no dia 25, haverá a Oficina Afrofuturismo, abordando a questão futura e questões como quais utopias nos conduzem ao futuro? E quais ficções orientam a humanidade? Se inscreva aqui.

 

Museu de Arte do Rio terá a VIII Jornada de Educação e Relações Étnico-Raciais
Museu de Arte do Rio – MAR

 

Museu de Arte do Rio terá a VIII Jornada de Educação e Relações Étnico-Raciais
Museu de Arte do Rio – MAR

 

Museu de Arte do Rio terá a VIII Jornada de Educação e Relações Étnico-Raciais
@faleafrofuturo

 

 

Confira os comunicadores selecionados para o projeto

 

TERRITÓRIOS E ESPAÇOS CULTURAIS

 

  • Cultivar-se – Niara do Sol e Geancarlos Barbosa
  • De impérios africanos ao Rio de Janeiro: reflexões brincantes – Maria Rita
  • Valentim e Gabriela Cyrne
  • Valongo, Cais de Ideias: uma experiência de educação patrimonial em uma
  • perspectiva antirracista – Jéssica Hipólito e Luís Araújo
  • Mãos que falam e bordam – ensino da cultura afro-brasileira para surdos
  • através do bordado – Elaine Jansen Pereira
  • Cartografias e narrativas da presença negra na cidade – Gabriela Leandro
  • Co-Autoras: Thalia Santos Silva; Sofia de Carvalho Costa e Lima

 

MULTIDISCIPLINARIDADES, COMUNIDADE ESCOLAR

 

  • Quem conta um conto aumenta um canto: desestabilizando padrões racistas
  • de beleza – Érika Coachman, Gilberto Da Hora, Izabelle Fernandes, Maria
  • Alice Sena, Silvia Velasco, Maksin Oliveira (CAP-UFRJ)
  • Neab – Sankofa no mar: protagonismo da juventude negra – Janete Santos
  • Ribeiro, Larissa Lopes Cândido
  • Afropop – Cultura e Resistência – A experiência de uma disciplina eletiva na
  • implementação da Lei 10.639/03 no currículo escolar – Karla Monteiro
  • Paranhos
  • Trabalhando a África na educação infantil: desafios e perspectivas – Luiza
  • Mandela Silva Soares

 

IMAGINÁRIOS E LINGUAGENS

 

  • Enegrecendo o imaginário: uma proposta de intervenção literária na
  • construção de uma autoestima do aluno negro – Heloisa de Souza.
  • Uma educação para as relações étnico-raciais: experiências no ensino de
  • arte – Wendel Salvador Santos, Pablo Enrique Abraham Zunino
  • Passinho brabo: superando desafios pandêmicos através da memória em
  • cordel de Manguinhos – Marco Aurélio da Conceição Correa
  • Núcleo de Estudos e Extensão em Grafia e Herança Africana – NEGHA
  • UFRJ- Brenda Mel Cosmo De Castro, Dandara Augusto Dos Santos e
  • Gabrielle Braz Santos Brandão

 

Veja aqui a programação completa