Podemos ajudar?

Miguel Rio Branco protagoniza exposição com 200 fotografias no IMS Paulista

Um dos mais importantes fotógrafos contemporâneos do Brasil está em exibição no Instituto Moreira Salles de São Paulo. Miguel Rio Branco explora questões de sexualidade, violência, dor e solidão com a mostra “Palavras cruzadas, sonhadas, rasgadas, roubadas, usadas, sangradas”.

O fotógrafo utiliza diversas linguagens para documentar o mundo, no entanto seu trabalho não é apenas um registro documental, ele se mostra num tom bastante lírico e sensitivo. A mostra estará disponível até 16 de maio e conta com a participação de Thyago Nogueira na curadoria.

Nesta exposição é possível conhecer diferentes lados de Miguel Rio Branco, indo desde seu trabalho experimental recente até as raras imagens em preto e branco tiradas em Nova York durante os anos 70.

O fotógrafo renomado possui trabalhos no acervo de grandes instituições pelo mundo, como por exemplo o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Museu de Arte de São Paulo, Centro George Pompidou (Paris), San Francisco Museum of Modern Art, Stedelijk Museum (Amsterdã), Museum of Photographic Arts of San Diego e Metropolitan Museum of New York.

Sobre o artista

Miguel Rio Branco (Las Palmas, 1946) é um artista brasileiro – fotógrafo, pintor, cineasta e criador de instalações multimídia – que vive e trabalha no Rio de Janeiro. Nos anos 1970 trabalhou como cineasta em Nova York, dirigindo longas e curtas-metragens experimentais. Em 1972 começou a exibir suas fotografias, e em 1980 tornou-se correspondente da Magnum Photos. Considera o livro um meio essencial de expressão, sendo autor de Dulce Sudor Amargo, Nakta, Livro Silencioso e Maldicidade, entre outros. Suas obras integram coleções de importantes instituições ao redor do mundo.

Miguel Rio Branco protagoniza exposição com 200 fotografias no IMS Paulista
Série Coração, espelho da carne, 1980, de Miguel Rio Branco
Miguel Rio Branco protagoniza exposição com 200 fotografias no IMS Paulista
Série Parede vermelha, 1992/2020, de Miguel Rio Branco
Miguel Rio Branco protagoniza exposição com 200 fotografias no IMS Paulista
Homem na janela da parede rosa, 1979, de Miguel Rio Branco
Miguel Rio Branco protagoniza exposição com 200 fotografias no IMS Paulista
Série New York Sketches, 1970-1972, de Miguel Rio Branco
Miguel Rio Branco protagoniza exposição com 200 fotografias no IMS Paulista
Cinema Glória, 1975, de Miguel Rio Branco

Serviço

Palavras cruzadas, sonhadas, rasgadas, roubadas, usadas, sangradas

  • Exposição: Até 16/05/2021
  • Entrada: gratuita, com agendamento prévio.
  • Horário: Terça a domingo, 12h às 18h.
  • Local: IMS Paulista – Galeria 3
    O centro cultural funcionará com capacidade reduzida, para que o distanciamento seja respeitado.
  • Endereço: Avenida Paulista, 2424, São Paulo, SP