Podemos ajudar?

MAM Rio encerra as exposições de Fayga Ostrower e Marcos Chaves no domingo (25)

O MAM Rio informa que no próximo domingo, 25 de julho, serão encerradas as exposições ‘Fayga Ostrower: formações do avesso’ e ‘Marcos Chaves: as imagens que nos contam’.

Com cerca de 80 trabalhos, entre gravuras, tecidos, joias, livros e arquivos documentais, a mostra de Fayga Ostrower integra as comemorações do centenário do nascimento da artista.

De acordo com a curadora Beatriz Lemos, a exposição traz ao público a importância da atuação de Fayga como teórica e educadora: “É um convite ao mergulho na produção artística e intelectual dela. Entendemos que seu papel como educadora é tão fundamental para o MAM quanto sua trajetória artística. Celebramos seu centenário e a recente doação de obras com uma conversa entre curadoria e educação a partir da expansão de cores de seus trabalhos pelo espaço“.

 

MAM Rio encerra as exposições de Fayga Ostrower e Marcos Chaves no domingo (25)
Fayga Ostrower

 

 

A exposição de Marcos Chaves oferece um panorama da obra do artista das últimas quatro décadas, incluindo instalações, esculturas, objetos, fotografias e vídeos.

A exposição inclui quatro grandes instalações, entre elas a Comfundo (1990), que ergue colunas construídas a partir de sacolas de supermercado. Exibido uma única vez no Rio, o trabalho revela a preocupação ecológica do artista, há mais de 30 anos. Outro destaque é a obra minimalista sem título criada nos anos 1990 especialmente para o MAM Rio: em metal, fibra de vidro e fio de nylon, a instalação dispõe postes organizadores de fila, como um circuito ou labirinto. A série Pontos de Fuga (2008), uma sobreposição de fotografias em 3D, e vários trabalhos em vídeo são parte da panorâmica. Outros trabalhos mais conhecidos do público, como o vídeo Eu só vendo a vista e a série Buracos, também integram a seleção.

 

MAM Rio encerra as exposições de Fayga Ostrower e Marcos Chaves no domingo (25)
Globo terrestre com peruca, 1992 – Globo terrestre e peruca – Coleção Gilberto Chateaubriand MAM Rio