Podemos ajudar?

Galeria Nara Roesler inaugura no Rio a exposição individual ‘Quasi’ do artista Angelo Venosa, disponível virtualmente

A Galeria Nara Roesler inaugura a individual ‘Quasi’, de Angelo Venosa, em sua sede carioca. A mostra comemora a longa trajetória do artista paulistano radicado no Rio de Janeiro, cujo compromisso com a experimentação não deixa de lado o rigor técnico. Com curadoria de Daniela Name, a mostra estará disponível de 29 de março até 8 de maio, por enquanto, virtualmente através do site https://nararoesler.art/.

Nessa ocasião, Venosa apresenta trabalhos recentes, criados desde 2018, que expressam e desdobram as principais características de sua prática, entrelaçando formas, materiais e procedimentos do início de sua carreira com preocupações atuais. A grande maioria dos trabalhos foi desenvolvida com madeira, tecido e fibra de vidro. A partir desses materiais, Venosa elabora formas que apontam para a tensão entre o orgânico e o abstrato. Essas peças nos remetem a fósseis, fragmentos ou corpos inteiros de criaturas desconhecidas, fazendo-nos refletir sobre as diferentes temporalidades presentes no mundo, o passado, o presente e o futuro; assim como nos oferece uma reflexão sobre morte e sobrevivência. De fato, suas figuras sempre trazem algo de familiar e de estranho, de palpável, pela sua fisicalidade, e de mistério, por não nos permitir identificar um referente exato.

Radicado no Rio de Janeiro desde meados da década de 1970, Angelo Venosa participou da cena efervescente que ficou conhecida como “Geração 80”. Venosa é um exemplo de que o grupo de criadores que despontou nessa época, não desenvolveu trabalhos apenas voltados para a linguagem da pintura, mas que, segundo a crítica de arte e curadora Daniela Name, “tinham em comum o desejo de recuperar a conexão afetiva com a representação e com as imagens, migrando seus interesses políticos para uma esfera subjetiva e íntima, o que coincide com uma ampliação da liberdade narrativa conquistada no período de redemocratização do país.”

A importante trajetória de Angelo Venosa pode ainda ser verificada pela sua presença em coleções privadas e institucionais, como Museu de Arte do Rio (MAR), a Pinacoteca do Estado de São Paulo, e o Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía (MNCARS), em Madri; mas também por ocupar o espaço público. A escultura Baleia (1989), na praia do Leme, é apenas uma das inúmeras esculturas do artista espalhadas pelo país, dialogando e transformando o ambiente em que se instaura.

 

Galeria Nara Roesler inaugura no Rio a exposição individual 'Quasi' do artista Angelo Venosa, disponível virtualmente

 

Galeria Nara Roesler inaugura no Rio a exposição individual 'Quasi' do artista Angelo Venosa, disponível virtualmente

 

Galeria Nara Roesler inaugura no Rio a exposição individual 'Quasi' do artista Angelo Venosa, disponível virtualmente

 

Galeria Nara Roesler inaugura no Rio a exposição individual 'Quasi' do artista Angelo Venosa, disponível virtualmente

 

Serviço:

QUASI

  • Exposição: segunda, 29 de março de 2021 até 08 de maio de 2021
  • Artista: Angelo Venosa
  • Local: Galeria Nara Roesler Rio
  • Endereço: Av. Visconde do Rio Branco, 481 – Centro – Niterói | RJ
  • Horários de visitação: Sob Agendamento
  • Entrada: Franca
  • Classificação: livre
  • Website: https://nararoesler.art/
  • Instagram: @galerianararoesler