Podemos ajudar?

Frieze London 2021 conta com sessão ‘Unworlding’ curada por Cédric Fauq que visa desfazer o mundo como o conhecemos, confira alguns destaques

A Frieze London 2021 começou nesta quarta quarta (13), no The Regent’s Park em Londres, se estendendo até domingo (17). Simultaneamente também acontece a Frieze Masters, ambas podem ser acompanhadas virtualmente nesta semana de muita arte em Londres. São 276 galerias de 39 países participando do evento, incluindo as brasileiras Fortes D’Aloia & Gabriel, Galeria Millan, Mendes Wood DM e Vermelho.

A feira deste ano vem mais uma vez envolvendo a próxima geração de curadores europeus que estão remodelando o discurso em torno da arte contemporânea hoje. ‘Unworlding’, com curadoria de Cédric Fauq (Curador-chefe, CAPC musée d’art contemporain de Bordeaux) apresentará uma seleção de artistas internacionais cujas práticas são centradas em torno da ideia de desfazer o mundo como o conhecemos. 

A seção incluirá uma grande obra de Nora Turato (Galerie Gregor Staiger), uma vídeo-instalação de Ndayé Kouagou (Nir Altman) e uma peça monumental de Natacha Donzé (Parlamento), nova obra de Kristin Walsh olhando para sistemas urbanos, produção em massa, e arquitetura defensiva (Helena Anrather), e pinturas de Esteban Jefferson explorando raça, identidade e os legados do colonialismo (Tanya Leighton), entre outros.

 

 

Frieze London 2021 conta com sessão 'Unworlding' curada por Cédric Fauq que visa desfazer o mundo como o conhecemos, confira alguns destaques
Lehmann Maupin, Frieze London 2021 – Photo by Linda Nylind. Courtesy of Linda Nylind/Frieze.

 

 

Frieze London 2021 conta com sessão 'Unworlding' curada por Cédric Fauq que visa desfazer o mundo como o conhecemos, confira alguns destaques
Carlos Ishikawa, Frieze London 2021 – Photo by Linda Nylind. Courtesy Linda Nylind / Frieze

 

 

Frieze London 2021 conta com sessão 'Unworlding' curada por Cédric Fauq que visa desfazer o mundo como o conhecemos, confira alguns destaques
Marianne Boesky, Frieze London 2021 – Photo by Linda Nylind. Courtesy of Linda Nylind/Frieze.

 

 

A Frieze London 2021 também traz ‘Editions’, uma nova seção que apresenta as principais editoras mundiais de obras editadas e múltiplas dos artistas contemporâneos mais renomados da atualidade, incluindo Paula Rego, Yinka Shonibare, Georg Baselitz, Do Ho Suh, Julie Mehretu e muito mais. 

A Frieze London coincide e está a poucos passos de sua feira irmã, Frieze Masters, no Regent’s Park. Frieze Masters oferece uma visão única sobre a relação entre arte histórica e prática contemporânea, mostrando trabalhos feitos antes do ano 2000, enquanto Frieze London apresenta trabalhos criados principalmente após 2000. 

 

Frieze London 2021 conta com sessão 'Unworlding' curada por Cédric Fauq que visa desfazer o mundo como o conhecemos, confira alguns destaques
Ben Brown Fine Arts, Frieze London 2021 – Photo by Linda Nylind. Courtesy of Linda Nylind/Frieze.

 

 

Frieze London 2021 conta com sessão 'Unworlding' curada por Cédric Fauq que visa desfazer o mundo como o conhecemos, confira alguns destaques
Annie Morris, Stack 9, Ultramarine Blue, 2021, presented by Timothy Taylor. Frieze Sculpture 2021.

 

 

Frieze London 2021 conta com sessão 'Unworlding' curada por Cédric Fauq que visa desfazer o mundo como o conhecemos, confira alguns destaques
José Pedro Croft, Untitled, 2021, presented by Galeria Vera Cortês. Frieze Sculpture 2021.

 

 

Conectando a Frieze London e a Frieze Masters, a Frieze Sculpture é uma exibição gratuita das principais obras ao ar livre localizadas nos jardins ingleses do Regent’s Park, na extremidade sul do The Broadwalk. Clare Lilley, diretora de programa do Yorkshire Sculpture Park, selecionará novamente e colocará as obras na Frieze Sculpture 2021. A Frieze Sculpture é gratuita e aberta a todos de 14 de setembro até o final de outubro.

 

Frieze London 2021 conta com sessão 'Unworlding' curada por Cédric Fauq que visa desfazer o mundo como o conhecemos, confira alguns destaques
Ndayé Kouagou, Você só deve engolir seu próprio fluido (1) , filme estático, vídeo de um canal, 2:30 min. Cortesia do artista e Nir Altman

 

 

Frieze London 2021 conta com sessão 'Unworlding' curada por Cédric Fauq que visa desfazer o mundo como o conhecemos, confira alguns destaques
Nora Turato, sim. é assim que perfuramos a abóbada do céu , 2021, Impressão a jato de tinta em papel fotográfico brilhante, 156 x 110 cm. Cortesia do artista e Galerie Gregor Staiger

 

 

Frieze London 2021 conta com sessão 'Unworlding' curada por Cédric Fauq que visa desfazer o mundo como o conhecemos, confira alguns destaques
Mauro Restiffe – Diner, 1994 – Fortes D’Aloia & Gabriel

 

 

Frieze London 2021 conta com sessão 'Unworlding' curada por Cédric Fauq que visa desfazer o mundo como o conhecemos, confira alguns destaques
Estande da Galeria Vermelho