Podemos ajudar?

Exposição no IMS-RIO apresenta a trajetória de Eduardo Coutinho

Depois de quase sete meses de portas fechadas, o Instituto Moreira Salles reabriu com a ‘Ocupação Eduardo Coutinho’. A mostra estará na galeria principal até 21 de Fevereiro com entrada livre, entretanto é necessário fazer um agendamento prévio.

Um rico compilado de materiais mostra a trajetória do cineasta, seu processo de criação e sua obra. São conteúdos audiovisuais, documentos, fotografias e objetos do acervo pessoal de Eduardo Coutinho e de amigos próximos.

A curadoria fica por conta de Carlos Alberto Mattos, que destacou sua intensa relação com a obra do diretor.

Começou em 1984, quando assisti à consagração de Cabra Marcado para Morrer no FestRio. Foi a partir dali que procurei conhecer seus muito diferentes filmes anteriores, longas de ficção e programas do Globo Repórter. Passei a acompanhar sua carreira, mesmo durante os 14 anos em que ela esteve restrita a um certo nicho, antes do revival com Santo Forte“, conta.

Eduardo Coutinho é tido como o maior documentarista da história do Brasil. Ele se destacou ao explorar histórias de pessoas comuns em suas obras.

Além de Cabra Marcado para Morrer, as principais obras do cineasta são Santo Forte, Edifício Master, Peões, Jogo de Cena e As Canções. Eduardo Coutinho foi assassinado em 2014 pelo próprio filho, que sofria de esquizofrenia. Ele recebeu uma homenagem póstuma na cerimônia do Oscar no mesmo ano.

 

Exposição no IMS-RIO apresenta a trajetória de Eduardo Coutinho
Eduardo Coutinho. Foto de Zeca Guimarães

 

Exposição no IMS-RIO apresenta a trajetória de Eduardo Coutinho
Montagem da Ocupação Eduardo Coutinho no IMS Rio. Foto de Laura Liuzzi

 

Exposição no IMS-RIO apresenta a trajetória de Eduardo Coutinho
Montagem da Ocupação Eduardo Coutinho no IMS Rio. Foto de Laura Liuzzi

 

Exposição no IMS-RIO apresenta a trajetória de Eduardo Coutinho
Montagem da Ocupação Eduardo Coutinho no IMS Rio. Foto de Laura Liuzzi

 

Exposição no IMS-RIO apresenta a trajetória de Eduardo Coutinho
Montagem da Ocupação Eduardo Coutinho no IMS Rio. Foto de Laura Liuzzi

 

Entrada gratuita, com agendamento prévio.
10/10/2020 a 21/2/2021

Terça a sexta, 12h30 às 16h30. Sábado, domingo e feriados (exceto às segundas), 10h às 15h.
Tempo máximo de permanência em cada visita: 1 hora para o jardim e 1 hora para exposições.
O centro cultural funcionará com capacidade reduzida, para que o distanciamento seja respeitado.

IMS Rio
Galeria principal
Rua Marquês de São Vicente, 476
Gávea – Rio de Janeiro/RJ