Podemos ajudar?

Ethereum.Rio no Museu do Amanhã movimenta o ecossistema crypto com inovações e exposição NFT Art de realidade mista no metaverso

A Ethereum é a segunda maior criptomoeda do mundo em importância e capitalização de mercado. Membros independentes desta comunidade organizaram no Museu do Amanhã, no Rio, entre 11 e 20 de março, a Ethereum.Rio, uma conferência internacional para desenvolvedores, estudantes, pensadores e startups dedicadas ao avanço do ecossistema da rede. Durante o evento, projetos de todo o mundo foram apresentados, e há uma hackathon dedicada à resolução de problemas da cidade do Rio de Janeiro.

O evento foi utilizado como plataforma de atração de talentos, formação de desenvolvedores e debate para os membros da comunidade Ethereum tratarem sobre avanços da rede. Os temas do evento estão ligados ao desenvolvimento, a inovação e o futuro da Web3, DeFi, governança de DAOs, blockchain e ESG, metaverso, arte digital – NFTs, o ecossistema brasileiro e da América Latina e a escalabilidade da rede Ethereum.

O evento foi realizado no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, e teve programação de dez dias, trazendo, entre os destaques,uma exposição NFT de realidade mista no metaverso. Durante um bootcamp, desenvolvedores aprenderão fundamentos de Web 3.0 e aplicaram suas habilidades à tecnologia blockchain e ao desenvolvimento de contratos inteligentes. Oitenta alunos selecionados tiveram acesso a mentores de classe mundial – metade dos alunos serão de grupos de baixa renda.

 

Ethereum.Rio no Museu do Amanhã movimenta o ecossistema crypto com inovações e exposição NFT Art de realidade mista no metaverso
Museu do Amanhã

 

 

Um evento regional com visão global

O objetivo do Ethereum.Rio é fomentar um hub regional – um ambiente para reunir membros das comunidades que trabalham com blockchain na América Latina. O encontro pretende gerar conexão, colaboração e o desenvolvimento do ecossistema no Rio de Janeiro e no Brasil. O Ethereum.Rio será a porta de entrada para projetos que buscam construir comunidades na América Latina, proporcionando um ambiente amigável, onde empreendedores estrangeiros possam conhecer e se conectar com seus usuários para traçar estratégias efetivas de construção de comunidades.

O Ethereum.Rio pretende ser o primeiro de uma série de eventos anuais, visando posicionar o Rio de Janeiro como um hub de blockchain na América Latina – criando conexões e debates que possam gerar negócios e formular propostas para atrair talentos e recursos financeiros da web3 para o Rio.

O impacto positivo do evento será desenvolvido com um dia dedicado a conteúdo educativo, em português, voltado para iniciantes. Todos os bootcamps e a hackathon terão 50% das vagas destinadas a estudantes e bolsistas, que não podem arcar com os custos de inscrição, e o tema da hackathon será sobre como usar blockchain para resolver problemas na cidade do Rio de Janeiro.

 

Ethereum.Rio no Museu do Amanhã movimenta o ecossistema crypto com inovações e exposição NFT Art de realidade mista no metaverso

 

 

Ethereum.Rio 2022

Os painéis e workshops acontecem entre 14 a 16 de março, com dois dias de programação internacional, em inglês, e um dia focado em levar conteúdo sobre blockchain de maneira acessível à comunidade local, em português. No Launchpad, dias 12 e 13 de março, acontece o inverso de um tradicional “startup pitching day”, em que startups apresentam suas ideias – desta vez, são os investidores e representantes de redes com recursos para colaborar com projetos que terão a oportunidade de apresentar suas propostas de como agregar valor aos empreendedores selecionados.

Para o Hackathon (de 18 a 20 de março), a Ethereum Rio está procurando por interessados nas áreas de computação, UX/UI, economia e marketing que queiram participar com projetos Web3/blockchain e causar impacto social positivo. O Hackathon conta com o apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro e vai combinar hackers/construtores da Web3 com projetos da comunidade carioca local para construir infra-estruturas descentralizadas e transparentes relacionadas a “soluções NFT para apoio a obras públicas”, “tokens sociais/municipais em cadeia” e “DAOs comunitários/municipais”. As inscrições são gratuitas, e os interessados podem se inscrever individualmente ou com um grupo de até quatro pessoas.

Durante o Hackathon, a startup Slice fará um leilão de NFTs do projeto ‘Mosaico Brasileiro’, uma iniciativa de realidade imersiva que conta com a participação de 16 artistas brasileiros. O Slice proporciona um contrato inteligente projetado para distribuir qualquer ETH aos seus devidos proprietários, descentralizando os valores. Todo o valor arrecadado é dividido, ficando 70% com os artistas, 20% para programas sociais como o ‘Prototipando a quebrada’, ‘Refauna’ e ‘A Rocinha resiste’, e 10% para participantes da conferência.

 

Ethereum.Rio no Museu do Amanhã movimenta o ecossistema crypto com inovações e exposição NFT Art de realidade mista no metaverso

 

 

Ethereum.Rio no Museu do Amanhã movimenta o ecossistema crypto com inovações e exposição NFT Art de realidade mista no metaverso
SKRRtey – Praia Vermelha

 

 

Ethereum.Rio no Museu do Amanhã movimenta o ecossistema crypto com inovações e exposição NFT Art de realidade mista no metaverso
Alberto Pereira – Anjo Preto deus duvida

 

 

Ethereum.Rio no Museu do Amanhã movimenta o ecossistema crypto com inovações e exposição NFT Art de realidade mista no metaverso
Dentro da Floresta de um Sonho – Alice Arida

 

 

Para mais informações sobre ingressos, como participar e inscrições, acesse: https://www.ethereum.rio/