Podemos ajudar?

Empresa de blockchain queima obra de Banksy, transforma em NFT Art / Crypto Art e vende por R$ 2,1 milhões

No início deste mês, antes de toda essa febre de NFT Art chegar às casas de leilão renomadas, uma empresa de blockchain ‘chocou’ ao ter uma atitude até então inusitada. A empresa Injective Protocol queimou a obra ‘Idiotas (Branco)’, de Banksy, em uma live no Twitter e a transformou em arte digital.

Historicamente, esse foi o primeiro caso de grande notoriedade em que houve a destruição de uma obra original física para que ela exista somente em NFT. Essa obra acabou de ser vendida por US$ 382 mil (cerca de R$ 2,1 milhões), quatro vezes mais cara do que o valor original.

Como você já deve saber, a Crypto Art ou NFT Art é uma forma de arte digital que possui uma espécie de certificado digital, ou seja, ela é única, podendo ser comercializadas assim como a arte física.

“Vemos este incêndio como uma expressão da própria arte. Escolhemos especificamente uma peça de Banksy, já que ele já havia destruído uma de suas próprias obras em um leilão”, conta Mirza Uddin, executivo da empresa.

De acordo com a empresa Injective Protocol, a Taglialatella Gallery (dona anterior) não sabia que a impressão seria destruída quando fosse vendida. Banksy é um artista anônimo e ativista político que ganhou notoriedade criando graffiti, fotos e curtas-metragens que geralmente contêm comentários sociais irônicos. Como de costume, o artista não emitiu declarações.

 

Empresa de blockchain queima obra de Banksy, transforma em NFT Art / Crypto Art e vende por R$ 2,1 milhões
“Morons (White)”, Banksy

 

A obra é uma representação de um leilão de arte onde compradores buscam adquirir uma obra que zomba deles próprios.