Podemos ajudar?

EAV Parque Lage divulga lista de selecionados para ‘Pedra e Ar’

O Curso de Verão Gratuito Pedra e Ar propõe uma programação de debates em torno do fazer e pensar arte numa franca relação com sujeitos, sujeitas, ideias e práticas que se posicionam além dele, em outros campos de conhecimento e ação, para artistas de todo país com poéticas em desenvolvimento em qualquer suporte e linguagem. Comprometida com a elaboração alternativa à excludente economia material do mundo da arte, a Bolsa de Permanência remunera as e os participantes do curso para que possamos encontrar espaços de respiração e inspiração em nossos corpos, e cada participante receberá, ao longo do curso, três bolsas de permanência de R$ 600,00 (seiscentos reais).

A coordenação de Pedra e Ar é de Clarissa Diniz e Ulisses Carrilho.

Neste processo, foram submetidas 688 inscrições, o que significa uma relação 57,88 candidatos por vaga. Tais números sinalizam o interesse por programas de formação em arte e cultura, bem como, a urgência de promover e expandir acessos em instituições culturais – principalmente no Sudeste do país. No contexto da pandemia, o curso acontece à distância com alunos selecionados nas diferentes regiões do Brasil.

EAV Parque Lage divulga lista de selecionados para 'Pedra e Ar'

EAV Parque Lage divulga lista de selecionados para 'Pedra e Ar'
Pedra e Ar – Lygia Clark, 1966
EAV Parque Lage divulga lista de selecionados para 'Pedra e Ar'
Foto: Felipe Azevedo

Cumprindo com o compromisso da transparência, a Escola de Artes Visuais do Parque Lage torna pública a lista de artistas selecionados para o Curso de Verão – PEDRA E AR.

SELECIONADES:
Breno de Oliveira – CE
Cyshimi – SP
Érica Storer – PR
Fredone Fone – ES
Guilhermina Augusti – RJ
Iagor Peres – PE
Lua Cavalcante – DF
Nau Vegar – AP
Nídia Aranha – RJ
Rodrigo Pinheiro – RJ
Sallisa Rosa – RJ
Talles Lopes – GO

SUPLENTES:
Iago Araújo – BA
Marta Supernova – RJ
Pedro Paiva – RS

A realização do curso e a remuneração das artistas professores e artistas participantes foi possível com o PATROCÍNIO da MULTITERMINAIS.

O título do programa toma por empréstimo o nome de um dos objetos relacionais criados pela artista Lygia Clark. “Pedra e Ar”(1966) é constituído de uma pedra — objeto, peso, matéria, signo e forma — e um saco plástico repleto de ar. O sentido desta prática é apreendido a partir do contato, da experiência, da relação e do encontro, num movimento de contração e expansão, próprios daquilo que respira e é vivo. Em um momento de crise social e sanitária, interessa imaginar, coletivamente, que economia material, relacional e afetiva temos urgência em institui.