Podemos ajudar?

EAV Parque Lage abre inscrições para os cursos do primeiro semestre de 2021

A Escola de Arte Visuais do Parque Lage (EAV) abre inscrições para os cursos do primeiro semestre de 2021, planejados a partir de recortes temáticos que partem da arte, do fazer artístico e da história da arte como ferramentas para pensar a atualidade em todas as suas dimensões e múltiplas linguagens. Além de proporcionarem o contato com técnicas distintas e a construção de processos, os cursos discutem artistas, movimentos e correntes teóricas de referência para a contemporaneidade. Contemplando grande diversidade de métodos e temas, os encontros acontecem ao vivo, por videoconferência, em ambiente digital interativo. Os cursos, teóricos e práticos, são voltados para a formação continuada de artistas, bem como para profissionais do meio e pessoas interessadas em descobrir a arte ou ampliar o repertório cultural.

 

Confira alguns cursos regulares do 1º semestre de 2021

O curso “Cor e Forma”, com o artista Bernardo Magina, visa capacitar o aluno a compor e estruturar visualmente desenhos e/ou pinturas e ajudá-lo a desenvolver ou aprimorar um pensamento plástico. Os encontros se iniciam com explanações teóricas sobre princípios de cor e/ou forma e, posteriormente, serão realizados exercícios em aula.

O artista e professor Franz Manata ministrará o curso “Arte como conhecimento” que, apoiado em um vasto conjunto de imagens, apresenta como a arte se constitui enquanto um campo do conhecimento. Serão abordados, num panorama que vai da Pré-história aos dias atuais, as principais questões estéticas, movimentos artísticos, artistas e obras, contextualizados em sua história social, econômica, cientifica e filosófica.

O curso “Fotografia Expandida”, com a artista e fotógrafa Denise Cathilina, tem como proposta de trabalho explorar as fronteiras da fotografia contemporânea e seus hibridismos e, nesse momento, não poderíamos ficar alheios às modificações trazidas pela virtualização, às novas maneiras de estar no mundo e de produzir arte. É imperativo pensar sobre as potencialidades trazidas pelo meio virtual.

Alcançar o desempenho criativo em seu nível máximo requer, além de tempo de investimento, paixão, curiosidade, persistência, tolerância a ambiguidades e coragem para aceitar que muitos erros virão pela frente – erros não são apenas permitidos, são uma pré-condição para a criação. Dessa forma, o curso “O Processo Criativo – Assoviando e Chupando Cana” com o educador e palestrante Charles Watson, explora o limiar entre pensamento artístico – divergente, e seu aparente antagonista, pensamento científico – convergente; argumentando que a diferença entre processos cognitivos é parcialmente ilusória.

O curso “Poética Expositiva – Desenvolvimento e acompanhamento de projetos”, com a professora Sonia Salcedo é destinado a artistas, curadores, designers, historiadores, produtores, pesquisadores, criadores e demais profissionais interessados em desenvolver um pensamento sobre seu próprio trabalho no campo das exposições de arte, como meio de criação e/ou pesquisa de sua poética. Os encontros tratarão de etapas de desenvolvimento e acompanhamento de projetos artísticos, priorizando o lugar expositivo como modelo estrutural da obra.

 

“Práticas Artísticas de vida”, ministrado pela professora Anna Costa e Silva, é um laboratório vivencial-online sobre as relações entre práticas artísticas e narrativas pessoais, com ênfase no desenvolvimento dos projetos de cada participante. Tendo a escuta e a experimentação individuais e em grupo como principais metodologias, busca-se um olhar atento para as questões que movem cada um. O período do distanciamento social, as novas imposições cotidianas, a relação com a casa e o autocuidado serão pensados como provocações possíveis para outros desdobramentos de artevida e para a criação de um campo afetivo que dê suporte para o fazer artístico.

 

Em “Linguagens Visuais: Teorias e Prática em Videoarte e Fotografia”, ministrado por Marcos Bonisson, teremos um curso teórico e prático com o objetivo de orientar/dialogar com todos os interessados (sem pré-requisitos) em pesquisar e trabalhar a partir de leituras, teorias e práticas experimentais com videoarte, fotografia, colagem e outros suportes, em direção ao desenvolvimento de um trabalho pessoal ou aquisição de conhecimentos no campo das artes visuais.

 

Sobre a EAV Parque Lage

 

A Escola de Artes Visuais foi criada em 1975, pelo artista Rubens Gerchman, para substituir o Instituto de Belas Artes (IBA). Seu surgimento acontece em plena Guerra Fria na América Latina, durante o período de forte censura e repressão militar no Brasil. A EAV afirma-se historicamente por seu caráter de vanguarda, como marco da não conformidade às fronteiras e categorias, e propõe regularmente perguntas à sociedade por meio da valorização do pensamento artístico.

Alguns exemplos marcantes da história do Parque Lage são a utilização do palacete como sede do governo da cidade de Alecrim em Terra em Transe, dirigido por Glauber Rocha em 1967; e a exposição Como Vai Você, Geração 80?, que reuniu 123 jovens artistas de diferentes tendências numa mostra que celebrava a liberdade e o fim do regime militar. O palacete em estilo eclético também palco de “Sonhos de uma noite de verão”, clássico shakespeariano, e serviu como locação para Macunaíma, de Joaquim Pedro de Andrade.

A Escola de Artes Visuais do Parque Lage está voltada prioritariamente para o campo das artes visuais contemporâneas, com ênfase em seus aspectos interdisciplinares e transversais. Abrange também outros campos de expressão artística (música, dança, cinema, teatro), assim como a literária, vistos em suas relações com a visualidade. As atividades da EAV contemplam tanto as práticas artísticas como seus fundamentos conceituais.

A EAV Parque Lage configura-se como centro educacional aberto de formação de artistas e profissionais do campo da arte contemporânea. Como referência nacional, com uma consistente imagem no meio da arte, a EAV busca criar mecanismos internos e linhas de atuação externa que permitam um diálogo produtivo com a cidade e com o circuito de arte nacional e internacional. A instituição integra a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do estado do Rio de Janeiro.

 

EAV Parque Lage abre inscrições para os cursos do primeiro semestre de 2021
EAV Parque Lage

 

EAV Parque Lage abre inscrições para os cursos do primeiro semestre de 2021
EAV Parque Lage

 

Serviço:

Escola de Arte Visuais do Parque Lage

Rua Jardim Botânico, 414 – Rio de Janeiro

Website: http://eavparquelage.rj.gov.br/

Link para os cursos: http://eavparquelage.rj.gov.br/cursos/nucleos/

Instagram: @parquelage

Whatsapp: (21) 99228-7955 – Secretaria 1

(21) 96654-3179 – Secretaria 2