Podemos ajudar?

Destaque na Bienal de Veneza e sucesso em festivais internacionais, Swinguerra abre a programação do MIRA

A abertura da ArtRio, que aconteceu em formato presencial e online nesta quarta-feira, dia 08 de setembro, reservou uma seleção de destaques no MIRA, programa dedicado a videoarte, que tem a curadoria de Victor Gorgulho. Duas obras brasileiras com importante carreira nacional e internacional foram escolhidas para abrir a exibição: Delirar o Racial, de Davi Pontes e Wallace Ferreira (32min, 2021), e Swinguerra, de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca (23min, 2019).

Em 2019, Swinguerra foi o grande vencedor da 30ª edição Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. Teve grande destaque no exterior, participando da 58ª Bienal de Veneza e de festivais como Berlinale e Locarno Film Festival.

Fruto de uma pesquisa iniciada em 2015 por Bárbara Wagner e Benjamin de Burca, tendo como foco a swingueira pernambucana, a obra mostra como jovens da periferia do Recife (PE) usam a música e a dança para se firmar como cidadãos, e reafirmar sua posição no mundo e seus valores. A swingueira mistura ritmos e passos da tradição pernambucana, com o brega, o axé baiano e até o pop norte-americano, numa grande mistura que reflete a vida – ou o estilo de vida de desejado – dos jovens.

Os autores acompanharam os ensaios e trabalhos de três grupos, nos preparativos para as competições. São a Cia. Extremo, o La Mafia e o Passinho dos Maloka. Cada um segue sua rotina de ensaios exaustivos e a busca pela melhor apresentação.

Swinguerra fala sobre a competitividade das apresentações enquanto revela jovens que querem buscar sua posição no mundo, buscando aceitação e integração. Nas swingueiras, suas “armas” são a mistura de ritmos e a coreografia.

Já Delirar o Racial, de Davi Pontes e Wallace Faria, utiliza a coreografia e a dança para questionamentos sobre espaço, tempo e linearidade. Produzido para o programa Pivô Satélite, a obra tem como base a equação racial ↔ ️não-local.

Como indica a sinopse: “Delirar o Racial é uma imagem para pensar espacialidade sem as ficções formais (espaço e tempo). A partir da equação: racial ↔ ️não-local, os artistas Davi Pontes e Wallace Ferreira coreografam um experimento artístico que pensa a diferença sem separabilidade e que oferece uma equação para anular o espaçotempo como descritores de tudo que existe neste mundo.”

A exibição dos vídeos selecionados para 5ª edição do programa MIRA acontecerá na área externa da Marina da Glória, na Varanda Rio.

Com curadoria de Victor Gorgulho, o programa vai exibir trabalhos audiovisuais de jovens e consagrados artistas de diferentes gerações.

“Se entre as décadas de 1960 e 1980, os novos suportes de gravação em vídeo operaram uma verdadeira revolução no campo da arte, hoje a produção de imagens se dá em um mundo saturado por elas, rodeado por estímulos de toda sorte disparados por telas de tamanhos e resoluções cada vez mais vertiginosos.” indica o Victor.

O curador complementa que “atrelada às nossas vidas cotidianas, no entanto, a produção de imagens instaura-se hoje em um campo mais horizontal e democrático, permitindo, no campo da arte, a emergência de narrativas e sujeitos antes condicionados à meios de produção pouco acessíveis e custosos”.

 

Destaque na Bienal de Veneza e sucesso em festivais internacionais, Swinguerra abre a programação do MIRA
Delirar o Racial

 

Destaque na Bienal de Veneza e sucesso em festivais internacionais, Swinguerra abre a programação do MIRA
Swinguerra

 

Destaque na Bienal de Veneza e sucesso em festivais internacionais, Swinguerra abre a programação do MIRA
Swinguerra

 

Destaque na Bienal de Veneza e sucesso em festivais internacionais, Swinguerra abre a programação do MIRA
Swinguerra

 

 

SWINGUERRA – Ficha Técnica
Direção: Bárbara Wagner, Benjamin de Burca
Roteiro: Bárbara Wagner, Benjamin de Burca
Produção: Dora Amorim, Julia Machado, Thaís Vidal
Fotografia: Pedro Sotero
Montagem: Eduardo Serrano
Arte e Figurino: André Antonio, Rita Azevedo
Som: Lucas Caminha, Catherine Pimentel, Nicolau Domingues, Caio Domingues
Trilha Sonora Original: Carlos Sá
Elenco Principal: Eduarda Lemos, Clara Santos, Diego Matarazzo, Edlys Rodrigues, Henrique Sena (MC Fininho), Clara Damaceno, Kinha do Tamburete
Empresa Produtora: Ponte Produtoras

 

DELIRAR O RACIAL – Ficha técnica
Direção: Davi Pontes e Wallace Ferreira
Câmera e edição: Matheus Freitas
Trilha Musical e Sound Design: PODESERDESLIGADO
Voz: Davi Pontes
3D: Gabriel Junqueira
Som: Nuno Q Ramalho
Produção de set: Idra Maria Mamba Negra
Apoio de set: Gabe Arnaudin
Direção de Arte e luz: Iagor Peres
Styling: Iah Bahia

 

SERVIÇO ARTRIO 2021
• Data: 09 a 12 de setembro (quinta-feira a domingo)
• Preview – 08 de setembro (quarta-feira)
• Venda de ingressos: www.artrio.com
• Ingressos: R$ 100 / R$ 50

No ato da compra do ingresso, deverá ser agendada a data da visita e horário
Em conformidade com o Decreto Municipal nº 49.335 de 26 de agosto de 2021, será exigido na entrada do evento, de visitantes cariocas e não cariocas, o comprovante de vacinação contra a COVID-19. Todos precisarão ter a primeira dose comprovada ou comprovação de dose única. A exigência da segunda dose seguirá as datas do calendário de vacinação da Secretaria Municipal de Saúde.
Serão aceitos comprovantes digitais, como o aplicativo do Conecte SUS, ou físicos, como a carteira de vacinação ou o comprovante assinado emitido no momento da vacinação.

• Horário:
08 de setembro – Preview das 13h às 21H
09 a 11 de setembro – das 13h às 21h
12 de setembro – das 12h às 20h
• Local: Marina da Glória – Av. Infante Dom Henrique, S/N – Glória
• Estacionamento no local, sujeito a lotação
• Metrô: Estação Glória