Podemos ajudar?

Depois de quase 3 anos, lendária obra de Banksy que se destruiu volta a leilão 4 vezes mais cara

Há quase três anos, o artista Banksy ganhou as manchetes de todo o mundo após sua obra ‘Love Is In The Bin’ se autodestruir segundos após ser vendida em um leilão da Sotheby’s. No fatídico dia, a lendária imagem, de uma menina com um balão vermelho, começou a deslizar através da moldura onde havia um picador de papel secreto, e acabou cortada em diversas tiras.

O fato gerou um grande alvoroço e cogitou-se que a Sotheby’s tinha relação com o ocorrido, no entanto o próprio Banksy desmentiu esse fato. Agora, a casa de leilão informou que a obra fará uma aparição no evento em 14 de outubro, em New Bond Street. Em 2018, a obra foi vendida por U$ 1,4 milhão, e a estimativa é de que dessa vez, o valor gire entre U$ 5,5 a U$ 8,3 milhões. Essa foi “a primeira obra da história criada durante um leilão ao vivo”, disse a Sotheby’s.

 

Depois de quase 3 anos, lendária obra de Banksy que se destruiu volta a leilão 4 vezes mais cara
Love is in the Bin – Sotheby’s

 

 

Depois de quase 3 anos, lendária obra de Banksy que se destruiu volta a leilão 4 vezes mais cara
Obra foi destruída poucos segundos após a conclusão do leilão

 

 

‘Love Is In The Bin’ “nasceu do acontecimento artístico mais espetacular do século 21”, disse o diretor sênior e presidente de arte moderna e contemporânea da Sotheby’s, Alex Branczik, durante o acontecimento em 2018. “Banksy gerou uma sensação global que desde então se tornou um fenômeno cultural. Durante aquela noite memorável, Banksy não destruiu uma obra de arte ao retalhá-la, mas, em vez disso, criou uma”.

Love is in the Bin estará em exibição pública a partir de 4 de setembro ao meio-dia para uma prévia especial em Londres, antes de partir em uma turnê global para Hong Kong, Taipei, Nova York e de volta para New Bond Street mais uma vez.

 

Depois de quase 3 anos, lendária obra de Banksy que se destruiu volta a leilão 4 vezes mais cara
Obra original