Podemos ajudar?

Confira a programação de Agosto no Mam Rio

A programação completa do mês de agosto do MAM Rio, inclui atividades gratuitas para todos os públicos como exposições, visitas mediadas, oficinas, palestras, conversas e sessões da Cinemateca on-line.

Destacam-se a exposição ‘Estado Bruto’ (1/mai – 29/ago); ‘Conversa online de Linn da Quebrada’ (11/ago, às 19h); ‘Curso Arte, Educação e Acessibilidade’ (17, 18 e 19/ago, das 19h às 21h); e a Cinemateca do MAM dá continuidade ao projeto Ouvindo Histórias e ao Ciclo Veredas do Patrimônio Audiovisual e apresenta novas exibições.

 

Confira a programação de Agosto no Mam Rio

 

 

EXPOSIÇÕES

Ingressos em www.mam.rio/ingressos

ESTADO BRUTO
até 29 AGO 2021

Curadoria: Beatriz Lemos, Keyna Eleison e Pablo Lafuente

Exposição com 125 esculturas selecionadas no acervo do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Obras de artistas de diferentes épocas, geografias e linguagens ocupam a totalidade do Salão Monumental e áreas do terceiro andar do museu, em forma de uma acumulação organizada que pretende mostrar a amplitude e a diversidade das coleções do museu.

 

VISITAS EDUCATIVAS

 

VISITAS AGENDADAS ONLINE

TER 3, 10, 17, 24 e 31 AGO . 10h e 14h

QUI 5, 12, 19 e 26 AGO . 10h e 14h

 

Visitas online com duração de 40 minutos para grupos de escolas, ONGs, dentre outras instituições, abordando um dos seguintes temas: Colecionismo e o Acervo do MAM Rio; História e Arquitetura do MAM Rio; e a exposição Estado bruto. – visitas ocorrem a partir de dinâmicas e jogos conduzidos por educadores.

Vagas: 45 por visita

Classificação indicativa livre

Agendamento através do formulário: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSccESZY7jFip9JPKYRZQBe_3ztqRfaWREOEnjVY_TiSeaNVAA/viewform?vc=0&c=0&w=1&flr=0

 

VISITAS PETROBRAS

Os educadores acompanham grupos de até oito pessoas de qualquer idade, em que dialogam e compartilham olhares, leituras e significados em relação às exposições do MAM Rio. Vagas: 8 por visita. Agende em www.mam.rio/ingressos

 

DOM 1, 8, 15, 22 e 29 AGO

 

10h30 – Uma volta pelas exposições – A visita propõe uma visão panorâmica da programação a partir da exposição Estado bruto, em cartaz, instigando relações de contrastes e aproximações a partir da reflexão: o que pode ser um museu?

Vagas: 8

Classificação indicativa livre

Agendar em www.mam.rio/ingressos

Distribuição de pulseira na bilheteria com 30 minutos de antecedência.

 

13h30 – Arquitetura MAM – Visita com foco no edifício, projetado por Affonso Eduardo Reidy, e nos Jardins do MAM, de autoria de Roberto Burle Marx. A arquitetura e o paisagismo como arte.

Vagas: 8

Classificação indicativa livre

Agendar em www.mam.rio/ingressos

Distribuição de pulseira na bilheteria com 30 minutos de antecedência.

 

15h – Uma volta pelas exposições A visita propõe uma visão panorâmica da programação a partir de Estado bruto, exposição em cartaz, instigando relações de contrastes e aproximações a partir da reflexão: o que pode ser um museu?

Vagas: 8

Classificação indicativa livre

Agendar em www.mam.rio/ingressos

Distribuição de pulseira na bilheteria com 30 minutos de antecedência.

 

 

 

VISITAS EM GRUPO

QUINTAS E SEXTAS – 10h e 11h30

 

Monte um grupo de seu relacionamento para ter acesso exclusivo – exposições antes do horário de abertura do museu para o público. Com ingresso de valor diferenciado, o grupo terá direito a reserva no estacionamento e acompanhamento de educadores, que irão propor circuitos de visitação a cada grupo a partir de um percurso previamente escolhido. São apenas duas sessões diárias, para grupos de até 8 pessoas, e seguem todos os protocolos de segurança sanitária. Agendar em www.mam.rio/ingressos

 

Percursos à escolha:

 

Paisagens imaginantes – Como vemos e sentimos os lugares por onde passamos? A proposta da visita é fazer um percurso da paisagem que vemos na área externa do museu até – paisagens reais ou imaginadas, externas ou internas, presentes nas diversas exposições em cartaz.  

 

História do MAM – Ao longo de sua história, o MAM Rio realizou inúmeras exposições que marcam até hoje expressões e linguagens das artes visuais, assim como tornou-se um polo para múltiplos eventos e movimentos artísticos na cidade desde sua inauguração. O percurso sugere uma imersão na história do MAM Rio através de exposições, arquitetura, obras e jardins.

 

Arquitetura MAM – Um percurso através da arquitetura de Affonso Eduardo Reidy enquanto obra motriz. A visita propõe um olhar sobre o marco da arquitetura moderna para além de um recipiente de exposições ou vanguardas artísticas no Rio de Janeiro, mas como obra que instala-se no território da cidade.

 

 

 

VISITAS MEDIADAS

AOS SÁBADOS . 15h – 16h

 

Visitas às exposições, percorrendo obras e práticas artísticas, a partir das perspectivas de educadores, postas em diálogo com as do grupo. No mês de maio, as visitas serão em torno do tema “tempo” como elemento presente nas exposições em cartaz no MAM Rio.

Vagas: 12.

Classificação indicativa livre

Distribuição de pulseira na bilheteria com 30 minutos de antecedência.

 

 

ACERVO EM FOCO

SÁB 28 AGO . 14h

 

Reino distante, de Márcia X com Shion Lucas

Diálogo sobre a obra da artista Márcia X de 1998 que integra a exposição Estado bruto, e que faz parte do acervo do MAM Rio. A visita faz parte do projeto Acervo em Foco, dedicado uma conversa sobre uma obra do acervo do MAM, estudando junto com os públicos suas singularidades e suas histórias, explorando diversos caminhos para entender sua possível relevância nos contextos da arte e da cultura.

Vagas: 12.

Classificação indicativa livre

Distribuição de pulseira na bilheteria com 30 minutos de antecedência.

 

 

PALESTRAS e CONVERSAS

 

 

TER 03 AGO . 10h – 12h
Tecnologia educacional e inclusão digital, com Carla Vieira, Alexandre Rosado e

Cristiane Taveira

Debate sobre o uso de novas tecnologias e ferramentas digitais para educacionais e a utilização destas plataformas para a educação de pessoas com deficiência. A palestra faz parte do Ciclo de Palestras Arte, Educação e Cultura Digital que torna público os debates realizados no projeto Expresso Educação – Residência Professor Pesquisador.

Vagas: 50.

Inscrições online: formulário. https://mamrio.typeform.com/to/NC7LnFQx

 

Convidados:

 

Carla Vieira é Bacharel em Sistemas de Informação pela USP e mestranda em Inteligência Artificial pela USP. Atua como engenheira de software e foi reconhecida como Google Developer Expert em Machine Learning. Participa como co-organizadora da comunidade perifaCode, buscando levar a tecnologia para dentro das periferias.

 

Alexandre Rosado é doutor em Educação (PUC-Rio, 2012) com parte da pesquisa desenvolvida no CREMIT (UCSC) em Milão, Itália. Mestre em Educação (UNESA, 2008) e graduado em Comunicação Social (UGF, 2004). Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Ensino Superior do INES atuando no curso de Pedagogia e no Mestrado Profissional em Educação Bilíngue, em que é coordenador adjunto (2019-2021), com temáticas na área de educação, mídias e tecnologia.

 

Cristiane Taveira é doutora em Educação pela PUC Rio. Professora das redes municipal e estadual por 20 anos. Atualmente é professora Adjunta da área de Educação Bilíngue do Departamento de Ensino Superior do Instituto Nacional de Educação de Surdos (DESU/INES). Tem experiência na área de Tecnologia Assistiva, Educação Bilíngue (Libras, Língua Portuguesa), Letramento Visual e Materiais didáticos voltados para Escolas Bilíngues de surdos, principalmente, Monografias videografadas em Libras.

 

O projeto Expresso Educação é patrocinado pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, pela JSL e Multiterminais, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS.

 

QUA 11 AGO, – 19h

Conversa online de Linn da Quebrada

Conversa com a multiartista Linn da Quebrada sobre seus trabalhos como performer e roteirista, abordando ferramentas para a produção artística de um programa de podcast no museu. O evento faz parte da Residência Pesquisa em Artes, na qual Linn da Quebrada participa como propositora de oficina para as artistas residentes durante o mês de agosto. Mediação: Camilla Rocha Campos.

Vagas: 50. Inscrições online: formulário.

 

Linn da Quebrada é uma artista multimídia e agitadora cultural conhecida pela sua carreira na música, na TV e no cinema. Em 2021, disseca algumas de suas principais provocações sobre o atual mercado musical e o fazer artístico em seu novo disco, Trava Línguas (Natura Musical), enquanto cria ideias e experimentos baseados no que mais lhe chama atenção: o transtornar-se em meio a uma celebração do fracasso.

 

A Residência Pesquisa em Artes recebe no MAM Rio 12 artistas e pesquisadoras durante 8 meses, criando situações de diálogo entre profissionais do campo da arte e contribuindo com a formação desses profissionais e seus posicionamentos frente às dinâmicas de se fazer e circular arte. É patrocinada por Beck’s e Grupo PetraGold.

 

OFICINAS

 

A partir de QUA 4 AGO
Oficina online Meditando com Catavento, com Bruno Baltazar

Neste mês, nosso convidado é o educador Bruno Baltazar, que propôs a oficina Meditando com Catavento, mostrando que é possível se concentrar e manter o foco brincando. Com poucos materiais, a criança pode aprender os conceitos básicos da meditação de maneira lúdica e divertida. A oficina faz parte do projeto Para Fazer em Casa, atividade online para crianças de todas as idades, disponível em www.vimeo.com/mamrio

 

Oficina de Patins, com Gustavo Carilo

SÁB 7 AGO . 10h – 13h

 

Esta oficina explora as relações entre o corpo em movimento e o espaço externo do MAM Rio. Os públicos são convidados a aprender a andar de patins, experimentar o corpo e o deslize sobre rodinhas. A oficina faz parte do projeto Zona Aberta, que propõe práticas artístico-pedagógicas nos jardins e demais áreas externas do MAM Rio.

Zona Aberta é patrocinado pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, pela Adam Capital e Deloitte, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS

Vagas: 12, por ordem de chegada

Classificação indicativa livre

[O equipamento necessário será disponibilizado durante a oficina]

 

 

Dançar em Patins, com Gustavo Carilo

SÁB 21 AGO . 10h – 13h

 

A oficina dá continuidade à proposta de explorar as relações entre o corpo em movimento e o espaço externo do MAM Rio. Desta vez, os públicos serão convidados a executar coreografias sobre rodinhas. A oficina faz parte do projeto Zona Aberta, que propõe práticas artístico-pedagógicas nos jardins e demais áreas externas do MAM Rio.

Vagas: 12, por ordem de chegada

Faixa etária: livre

[O equipamento necessário será disponibilizado durante a oficina]

 

Cursos

 

MAM PARA EDUCADORES

17, 18 e 19 AGO das 19 – 21h

 

Arte, Educação e Acessibilidade. Com Ana Regina Campelo, Lua Cavalcanti

e Rosana  Grasse.

Vagas: 95.

Inscrições online: formulário https://mamrio.typeform.com/to/wqvLlCju

 

 

O curso propõe refletir sobre o campo da educação com atenção para pessoas com deficiência a partir de perspectivas diferentes, desde a arte como lugar de saber produzidos por outros corpos não normativos.  Além de propor novos desafios ainda a serem alcançados no âmbito da educação formal no Brasil, compreendendo os avanços já alcançados e as possibilidades de tornar a escola um lugar mais acessível e inclusivo para a diversidade de pessoas com deficiência.

 

Ana Regina Campello

Profa. Dra. Ana Regina Campello a) Curso de Pedagogia – Departamento de Ensino Superior – INES; b) Pesquisadora e Líder do Grupo de Pesquisa: Instrução em Libras como L1 e L2; c) Professora Colaboradora do Curso de Mestrado Profissional da Diversidade e Inclusão – CMPDI/UFF; d) Professora Colaboradora do Curso de Doutorado de Ciência, Tecnologia e Inclusão – PGCTIn/UFF; e) Professora de Pós Graduação do INES (Especialização) e Coordenadora do próximo Curso de TRADINES (Especialização); f) Tradutora e Intérprete da LP para Libras e vice versa e ASL e g) Proficiente em Prolibras (Libras – Ensino e Tradução/Interpretação) e Celpre-BRA (Língua Portuguesa).

 

 

Lua Cavalcanti

Lua Cavalcante é artista, educadora e mulher com deficiência. É tecnóloga em Fotografia, no momento está concluindo a formação em Pedagogia e se aventura pelos caminhos da Pedagogia Griô, um projeto de comunidade/humanidade que tem como foco a expressão da identidade, o vínculo com a ancestralidade e a celebração do direito à vida. No presente, ela compõe a equipe de mediadoras do Programa EducAtiva, no Museu Nacional da República Honestino Guimarães. Lua foi Orientadora de Público no IMS Paulista e Arte Educadora no CCBB DF. Lua se coloca como corpo-artístico-político-pedagógico propondo reflexões sobre quais lugares reais, imaginários e encantados esse corpo habita e opera.

 

 

Rosana Grasse

Meu nome é Rosana Grasse. Sou professora de Libras e trabalho através da Oficina de Literatura em LIBRAS na Educação Infantil do INES.  Tive as experiências com as oficinas sobre poesia em LIBRAS e artística teatral. Sou formada em Letras/Libras. Possuo a especialização em Educação de Surdos pelo INES. No momento cursando o mestrado no mesmo instituto.

 

Mediação: Gilson Plano e Daniel Bruno

 

 

CURSO COLECIONISMOS CONTEMPORÂNEOS

SEG, das 19h as 21h de SET, OUT, NOV.

 

O curso visa contribuir com a formação de profissionais no campo da gestão de coleções, objetivando contribuir com a formação, teórica e prática, para a expansão do acesso aos acervos culturais enquanto patrimônios históricos. Com o objetivo de oferecer um panorama amplo das diversas vertentes que compõem essa área do conhecimento, cada módulo deste programa focará em uma perspectiva diferente: materialidades, imaterialidades e medialidades. As atividades serão desenvolvidas sob formatos distintos, tais como conferências, estudos de casos, compartilhamento de práticas e encontros para debates; com inscrições gratuitas e livres, e certificação pelo MAM Rio.

 

Carga horária: 30 horas distribuídas por três ciclos mensais – realizados ao longo dos meses de setembro, outubro e novembro – com encontros virtuais, através da plataforma digital do museu, sempre nas noites das segunda-feiras.

Datas: setembro –  06, 13, 20, 27;  outubro –  04, 11, 18, 25;  novembro – 01, 8, 22, 29.

Horário:  19h – 21h

Vagas: 60.

 

Programação online da CINEMATECA DO MAM

Programação gratuita: www.vimeo.com/channels/cinematecadomam

 

MOSTRA DIAS COM VIVIANE

Até QUI 5 AGO

 

Viviane Ferreira é uma importante referência do audiovisual negro brasileiro. Autora de curtas, médias metragens de ficção ou documentais, videoclipes e outros formatos, Ferreira foi a segunda mulher negra a dirigir um longa-metragem no Brasil. Além de cineasta e advogada, Ferreira é ativista e uma liderança na produção independente brasileira. Criou e assumiu a presidência da APAN – Associação de Profissionais do Audiovisual Negro e, em 2021, assumiu a direção da SPCine, distribuidora da prefeitura de São Paulo.

 

 

ATÉ QUI 5 AGO

Programa 5. Pessoas – contar para viver de Marcelo Machado, Marco Del Fiol, Pedro Cezer, Tatiana Toffoli e Viviane Ferreira. Brasil, 2019. Documentário. 86’. Classificação indicativa 10 anos

 

 

2ª MOSTRA PETROBRAS DE FILMES PARA CRIANÇAS

DOM 1 – DOM 15 AGO

 

A Cinemateca do MAM apresenta a segunda edição da Mostra Petrobras de filmes para crianças. Com curadoria de Marcelo Marão, a mostra inclui 9 animações brasileiras voltadas para o público infantil, divididas em duas sessões. Uma homenagem será prestada ao animador Sandro Lopes, que faleceu em abril de 2021. A mostra conta ainda com três lives: duas com os criadores e outra sobre a arte de Sandro Lopes, reunindo diversos de seus parceiros e de colaboradores que acompanharam de perto seu percurso criativo. O projeto faz parte do Petrobras Cultural para Crianças.

 

Programa 1. Calango lengo de Fernando Miller. Brasil, 2008. Animação. 10’. Classificação indicativa livre. + Macacada de Thomas Larson. Brasil, 2016. Animação. 4’. + Josué e o pé de macaxeira de Diogo Viegas. Brasil, 2014. Animação. 12’+ Diário de areia, de Sarah Carvalho. Brasil, 2017. Animação. 6’. Classificação indicativa livre + Por que o coração bate rápido? de Simon Pedro Brethé e Débora D’ávila (03 min, MG, 2019)

 

Programa 2. Quando a chuva vem? de Jefferson Batista. Brasil, 2019. Animação 8’ + Mariquinha no mundo da imaginação de Tina Xavier (10 min, MS, 2019) + Vento viajante de Analúcia Godoi. Brasil, 2020. Animação. 7’ + Muda de Isabella Pannain. Brasil, 2021. Animação. 07. Classificação indicativa livre

 

Programa 3. Homenagem a Sandro Lopes. Se essa rua… de Sandro Lopes. Brasil, 2008. 2’50”. (CONFIRMAR) + Nana & Nilo e os animais, segmentos: Baião no cerrado, 2’50”, O jongo do Tongo, 2’40”, Nice no maxixe, 2’30”, Na ponta do pé, 2’20”, Águia-cinzenta do Pampa, 2’50”, Tuca no carimbo, 1’35”, Tobo, o boto vermelho, 2’30”, Tatá e o luau no pantanal, 2’30” de Sandro Lopes. Brasil, 2016. + Nana & Nilo e o tempo de brincar de Sandro Lopes. Brasil, 2015. 14’. + Nana & Nilo em dia de sol e chuva de Sandro Lopes. Brasil, 2019. 5’. + Nana & Nilo na Cidade Verde de Sandro Lopes. Brasil, 2020. 10’22’’ + Tirinhas Animadas Nana & Nilo: Episódio 1 – Um encontro de princesas de Sandro Lopes, Brasil, 2017, 0’43” + Tirinhas Animadas Nana & Nilo: Episódio 2 – Pensando no futuro de Sandro Lopes, Brasil, 2017, 0’48” + Tirinhas Animadas Nana & Nilo: Episódio 3 – Alegria do Jongo de Sandro Lopes, Brasil, 2017, 0’58” + Nanã e o jardim da vida de Sandro Lopes e Flávia Lopes. Brasil, 2021. Live Action e animação. 12’. + Ossain e o axé da folha de Sandro Lopes e Flávia Lopes. Brasil, 2021. Live Action e animação.  18’. Classificação indicativa livre

 

Debates:

QUI 5 AGO (YouTube e Facebook MAM Rio)

16h. Debate 1. Com Thomas Larson, Duda Larson, Sarah Carvalho, Simon Pedro Brethé e Débora D’ávila. Mediação Marcelo Marão

 

TER 10 AGO (YouTube e Facebook MAM Rio)
16h. Debate 2. Com Jefferson Batista, Tina Xavier, Analúcia Godoi e Isabella Pannain. Mediação Marcelo Marão

 

QUI 12 AGO (YouTube e Facebook MAM Rio)

16h. Debate 3. A arte de Sandro Lopes. Com

 

 

DOBRA – Festival Internacional de Cinema Experimental

Preparando a programação da sétima edição do festival DOBRA – Festival Internacional de Cinema Experimental, apresentamos um encontro com a equipe do projeto, quando serão apresentados os filmes selecionados, bem como as mostras preparadas por curadores convidados.

Pelo segundo ano consecutivo, o DOBRA acontece de forma online, e a programação estará disponível no site do festival entre os dias 6 de setembro e 3 de outubro de 2021.

 

SEG 16 AGO (YouTube e Facebook MAM Rio)

16h. Live de apresentação VII DOBRA. Com a participação de Cristiana Miranda (Diretora e curadora do festival). Mediação Domi Valansi (MAM Rio)

 

CINESUL – VIAGENS E FRONTEIRAS

DOM 22 – DOM 29 AGO

O Cinesul é, desde sua criação há 20 anos, o espaço de exibição do cinema independente ibero-americano na cidade do Rio. Em agosto, a Mostra Viagens e Fronteiras marca a reestreia do Cinesul de uma forma diferente: online, proporcionando ao seu público mais uma vez a oportunidade de conhecer a cinematografia do Brasil e de seus vizinhos. A mostra Cinesul – Viagens e Fronteiras tem curadoria de Claudia Durán.

 

DOM 22 – SEG 23 AGO (Filme de abertura. Disponível por 24h)

Liberdade é uma grande palavra de Guillermo Rocamora. Uruguai e Brasil, 2018. Documentário. 73’. Classificação indicativa 12 anos

 

SEG 23 – DOM 29 AGO

Nossas histórias no muro: mulheres e arte na fronteira Brasil-Venezuela de Benjamim Mast e Adriana Duarte. Brasil, 2019. Documentário. 6’. Classificação indicativa livre

As estátuas de Fortaleza de Fabien Guillermont e Natália Albuquerque. Brasil, 2019. Documentário. 89’. Classificação indicativa livre

Alaska de Pedro Novaes. Brasil, 2019. Com Bella Carrijo, Rafael Sieg, Antonio Zayek, José Ronaldo Machado, Ananias Derval. 71’. Classificação indicativa 14 anos

Estradas em fevereiro (Rutas en Febrero). Direção: Katherine Jerkovic. 2018. Com Arlen Aguayo Stewart, Gloria Demassi, Mathías Perdigón, Cecila Baranda, Rafael Soliwoda. 84’ Classificação indicativa 14 anos

Altiplanos de Nayra Antezana. Chile, 2018. Documentário. 33’. Classificação indicativa livre

Pantanal sem fronteira de Tiago Pereira. Brasil, 2019. Documentário 33’. Classificação indicativa livre

Dias de inverno (Días de invierno) de Jaiziel Hernández. México, 2020. 90’. Classificação indicativa 12 anos

Porto escondido (Puerto escondido) de Gabriela Paz Ybarnegaray. Bolívia, 2020. Documentário. 76’. Classificação indicativa livre

Pureza de Renato Barbieri. Brasil, 2019. Com Dira Paes e Flávio Bauraqui. 101’. Classificação indicativa 14 anos. (Acesso através de inscrição em formulário)

Extratos de Sinai Sganzerla. Brasil, 2019. Documentário. 8’. Classificação indicativa 10 anos

Bogotá Experimental. Programa Imagem da memória. Felicidade agridoce (Felicidad agridulce) de David Walls. Paraguai, 2019. 9’. + Além do mar (Más allá del mar) de Vania Quevedo. México, 2018. 5’50. + Kopacabana de Marcos Bonisson e Khalil Charif. Brasil, 2019. 9’37’’. + Capela do Diabo (Capilla del Diablo) de Nicolás de Bórtoli. Argentina, 2020. Experimental. 8’11. + Temos tudo (We Have Everything) de Francisca Villela. Chile e Alemanha, 2020. 4’56’’ + Cartões postais (Postales) de Paula Andrea Malagón Martínez. Colômbia, 2020. 5’18’’. + Uma andorinha atrás do arame farpado (Una folondrina tras la alambrada) de Santiago Aldunate. Colômbia, 2017. 15’27’’. Classificação indicativa 14 anos

 

Bogotá Experimental. Programa Viagens para dentro de si.  Escafandro (Escafandra) de Mariana Jiménez Vélez e Nelson Mauricio Vásquez Gómez. Colômbia, 2019. 8’11’. + Diluído (Diluido) de Isabella Londoño. Colômbia, 2019. 5’52’’. + Meu eco, minha sombra e eu (My Echo, My Shadow), and Me de Roger Deutsch. Hungria, 2019. 7’56’’. + Jhatum de Natalia Amaya. Colômbia, 2019. 15’27’’. + Quando acordei (Kada se probudimé) de Goran Nježić. Croácia, 2020. 8’8’’. Sincronicidade (Synchronicity) de Jacalyn Evone. Reino Unido, 2018. 13’47”. + Sou (Soy) de Daniela Goto Uehara. Peru, 2020. 5’3’’. + Naufrágio (Naufragio) de Juan Walker. Colômbia, 2020. 4’42’’. + Dia 420 de quarentena (Día 420 Cuarentena) de Germán Marín e Jessica Cruz. Colômbia, 2020. 2’42’’ + Etéreo (Etéreo) de Brenda Joana Arreola Hernandez. México, 2018. 3min. 8s. + Mare de Guille Vázquez. Espanha, 2020. 7’48’’. + Canto do macho ancião (fragmento) (Canto del macho anciano (fragmento)) de Cristián Tàpies e Roberto Oyarzún Susñar. Chile e Argentina, 2018. 9’32’’. Classificação indicativa 14 anos

 

SEG 23 – QUA 24 AGO (Filme disponível por 24h)

A fronteira (La frontera) de David David. Colômbia, 2019. Com Daylin Vega Moreno, Sheila Monterola, Nelson Camayo, Alejandro Aguilar, Yull Núñez. 90’. Classificação indicativa 14 anos

 

SEG 23 – QUA 25 AGO (Filme disponível por 48h)

Edna de Eryk Rocha. Brasil, 2021. Documentário. 64’. Classificação indicativa 12 anos

 

SEG 23 – QUA 26 AGO (Filme disponível por 72h)

Chaco de Diego Mondaca. Bolívia e Argentina, 2020. 80’. Classificação indicativa 14 anos

 

DOM 29 AGO (Filme de encerramento. Disponível por 24h)

King Kong en Asunción de Camilo Cavalcante. Brasil, 2020. 90’. Classificação indicativa 14 anos.

 

DEBATES

DOM 22 AGO (YouTube e Facebook MAM Rio)

18h. Cinesul – Viagens e Fronteiras. Abertura. Com a participação de Claudia Durán (curadora), Fabian Nuñez (UFF), Tunico Amancio (UFF), Hugo Gamarra (Crítico. Paraguai). Mediação José Quental

QUA 25 AGO (YouTube e Facebook MAM Rio)

18h. Cinesul – Viagens e Fronteiras. Abertura. Encontro com realizadores. Com a participação de Nayra Antezana. Eryk Rocha, Gabriela Paz Ybarnegaray e Renato Barbieri. Mediação Claudia Durán

DOM 29 AGO (YouTube e Facebook MAM Rio)

18h. Cinesul – Viagens e Fronteiras. Encerramento. Com a participação de Camilo Cavalcante, Fabian Nuñez (UFF). Mediação Claudia Durán

 

RETROSPECTIVA DUAS MARIOLA

DE 23 AGO – 16 SET

Duas Mariola Filmes é uma produtora carioca fundada em 2006 por ex-alunos egressos do curso de cinema da Universidade Federal Fluminense. Destaca-se por uma filmografia que compreende cerca de 20 títulos, entre longas, médias e curtas metragens, em sua maioria exibidos e premiados nos grandes festivais internacionais e brasileiros como Cannes, Berlim, Rotterdam, Brasília, Gramado e Tiradentes. Promotora de experimentações de linguagens, de hibridismos técnicos e formais, e do formato de coprodução internacional, a produção da Duas Mariola Filmes será apresentada em seis programas duplos reunindo alguns dos principais filmes da produtora.

 

SEG 23 – SEX 27 AGO

Programa 1. O nome dele (o Clóvis) de Felipe Bragança e Marina Meliande. Brasil, 2004. Com Sandro Ribeiro, Camila Monteiro e Robert Pacheco. 15’. Classificação indicativa 12 anos + A alegria de Felipe Bragança e Marina Meliande. Brasil, 2010. Com Tainá Medina, Junior Moura, Flora Dias. 100’. Classificação indicativa 14 anos

 

SAB 28 AGO – QUA 1 SET

Programa 2. Jonas e a baleia de Felipe Bragança. Brasil 2006. Com Alberto Junior, Ingrid Conte e Gabriel Moura. 20’. Classificação indicativa 12 anos. + Não devore meu coração. Brasil, 2017. Com Cauã Reymond, Eduardo Macedo, Adeli Gonzales e Zahy Guajajara. 106’. Classificação indicativa 14 anos

 

QUI 2 – SEG 6 SET

Programa 3. Por dentro de uma gota d’água de Felipe Bragança e Marina Meliande. Brasil, 2003. Com Emanuel Cavalcanti. 10’. Classificação indicativa 10 anos

QUI 2 – SEX 3 SET (Filme disponível por 24h)

Mormaço de Marina Meliande. Brasil, 2018. Com Marina Provenzzano, Pedro Gracindo, Analu Prestes, Igor Angelkorte. 90’. Classificação indicativa 14 anos

 

TER 7 – SAB 11 SET

Programa 4.  Fuja dos meus olhos (Escape From My Eyes) de Felipe Bragança. Brasil e Alemanha, 2015. Com Chamseddine Maiga, Eliassou, Abidal Bance, Teophil Nöel Koukou. 34’. Classificação indicativa 12 anos. + A morte de J.P. Cuenca de João Paulo Cuenca. Brasil, 2015. Com João Paulo Cuenca, Ana Flavia Cavalcanti, Leonilce Torato. 90’. Classificação indicativa 18 anos

 

DOM 12 – QUI 16 SET

Coisas nossas de Daniel Caetano. Brasil, 2013. Com Carol Pucu, João Pedro Zappa, Samuel Toledo. 10’. Classificação indicativa 14 anos + Conceição – autor bom é autor morto de André Sampaio, Cynthia Sims, Daniel Caetano, Guilherme Sarmiento, Samantha Ribeiro. Brasil, 2007.  78’. Classificação indicativa 18 anos

 

SEX 17 – TER 21 SET

Programa 6. O mundo de um filme de Clara Linhart, Camila Maroja e Daniel Caetano. Brasil, 2010. Documentário. 49’. Classificação indicativa 10 anos. + Verão em Rildas de Daniel Caetano. Brasil, 2018. Com Alice Gorman, Matheus De Martini, Tamiris Eusébio de Souza. 70’. Classificação indicativa 18 anos

 

DEBATE

SEX 10 SET (YouTube e Facebook MAM Rio)

18h Retrospectiva Duas Mariola. Encontro com Daniel Caetano, Felipe Bragança e Marina Meliande. Mediação: Hernani Heffner

 

PROJETO: OUVINDO HISTÓRIAS

Em agosto, seguimos apresentando o projeto Ouvindo Histórias. Depoimentos sobre a Cinemateca do MAM, um projeto de história oral que vem recolhendo falas de diversos colaboradores que, ao longo das últimas seis décadas e meia, participaram da história da Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

 

TER 17 AGO (vimeo.com/showcase/ouvindohistorias)

18h. Lançamento da quinta entrevista do projeto Ouvindo Histórias. Depoimento de Lótus, que foi secretária do MAM Rio e companheira de Cosme Alves Netto.

 

TER 31 AGO (vimeo.com/showcase/ouvindohistorias)

18h. Lançamento da sexta entrevista do projeto Ouvindo Histórias. Depoimento de João Luiz Vieira, professor da UFF e antigo diretor da Cinemateca.

 

 

CICLO VEREDAS DO PATRIMÔNIO AUDIOVISUAL

 

Em agosto, o projeto Veredas do patrimônio audiovisual destaca uma das ações da UCLA Film & Television Archive, segunda maior instituição de preservação audiovisual dos Estados Unidos, o Outfest Legacy Collection. Trata-se de uma pioneira iniciativa de identificação, reunião e restauração da filmografia nacional LGBTQIA+ produzida entre os anos 1960 e 1990.

 

Exibiremos o filme Diferente dos outros (Anders als die Andern) de 1919, considerado o primeiro filme voltado para o público gay que hoje só existe como fragmento restaurado pela UCLA Film & Television. Além do filme, apresentaremos  uma conferência de May HaDuong, criadora do projeto e atual diretora geral do arquivo e da preservacionista audiovisual Jillian M. Borders.

 

O projeto Veredas do Patrimônio Audiovisual é patrocinado pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, pela Concremat, H.I.G. Capital, Guelt Investimentos, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS.

 

SEX 27 AGO – DOM 29 AGO

Diferente dos outros (Anders als die Andern) de Richard Oswald. Alemanha, 1919. Com Conrad Veidt, Fritz Schulz e Reinhold Schünzel. 55’. Sessão com acompanhamento musical de Cliff Retallick. Legendas em portugês. Classificação indicativa 12 anos

 

SEG 30 AGO (Gravado)

Conferência de May Hong HaDuong e Jillian M. Borders sobre o projeto Outfest UCLA Legacy Project. Mediação José Quental (Em inglês com legendas em português)