Podemos ajudar?

Beeple vende obra híbrida por quase R$ 160 milhões, sendo o segundo NFT mais caro da história

No último dia 10, o artista Beeple emplacou a venda de sua obra ‘Humam One’ na Christie’s por 28,9 milhões de dólares, o equivalente a cerca de 160 milhões de reais. O artista agora é o criador dos dois NFTs mais caros da história, sendo que ‘Everydays: the First 5000 Days’ continua no topo com o valor de 70 milhões de dólares.

‘Humam One’ é uma obra híbrida, tanto física quanto digital. Exposta em uma caixa de metal e vidro com quase dois metros de altura, a obra é uma escultura digital de um astronauta caminhando por ambientes distópicos que mudam a partir do local e horário em que a instalação se encontra. Beeple conta que este é ‘o primeiro retrato de um humano nascido no metaverso’.

A obra NFT dentro da caixa e das telas de LED também é passível de atualizações, ou seja, Beeple pode alterar a obra quando quiser. 

“Vou continuar fazendo mudanças e atualizações nela até o fim da minha vida”. “Isso é como as pessoas vão ver arte no futuro, como uma coisa dinâmica. Você desce de manhã e a obra parece de um jeito. Você volta para casa do trabalho, e a obra está de uma forma diferente”, explicou o artista.

 

Beeple vende obra híbrida por quase R$ 160 milhões, sendo o segundo NFT mais caro da história

 

Beeple vende obra híbrida por quase R$ 160 milhões, sendo o segundo NFT mais caro da história

 

 

Beeple vende obra híbrida por quase R$ 160 milhões, sendo o segundo NFT mais caro da história

 

 

Em entrevista, Noah Davis, chefe de vendas digitais da Christie’s, afirmou que a escultura é o primeiro trabalho único e também “integrado, dinâmico, físico e baseado em NFT”. Ryan Zurrer, o ex-sócio da Polychain Capital, foi o arrematador da obra: “Garantir o ONE. Obrigado Bepple pela inovação visionária, pela incrível energia e pela hilária vibração positiva que você trouxe tanto para o universo dos criptoativos quanto da arte”, postou no Twitter.