Podemos ajudar?

Andrea Rocha apresenta individual “selfie-portraits” no Estúdio Aprazível de Marcos Chaves

A artista Andrea Rocha, abre no dia 17 de agosto, a exposição “selfie-portraits”. A mostra intimista somente para convidados, acontece no Estúdio Aprazível, ateliê do artista Marcos Chaves em Santa Tereza no Rio de Janeiro.

Há um tempo a artista é admiradora e acompanha de perto o trabalho de Marcos Chaves. A aproximação começou no Instagram, onde Marcos Chaves conheceu a série de selfie-portraits e achou que estava pronta para ser mostrada fisicamente. Após alguns encontros, duas vezes no Rio e, por coincidência, em Londres também, onde a artista faz mestrado em Fine Arts pela University of the Arts London, no Chelsea College of Arts, surgiu o convite do artista e amigo Marcos Chaves para realizar essa exposição.

A artista trabalha com material impresso publicado em revistas, que coleciona desde cedo. A série é um desdobramento de uma prática que passou pela colagem tradicional – papel sobre papel – daí migrou para cenas de papel fotografadas, depois instalações com cenas e personagens de papel, e, atualmente, brinca com as selfies, desta vez usando papel sobre rosto. Trata-se, sem dúvida, de uma forma de combate, uma resistência a um só tempo bem-humorada e ácida contra a absurda imposição de padrões de beleza a que todos somos submetidos, seja analógica ou digitalmente falando. Criticar selfie é quase uma redundância, mas, sim, é também um olhar crítico e debochado à essa prática, que tão bem caracteriza os loucos tempos em que vivemos.

 

Andrea Rocha apresenta individual "selfie-portraits" no Estúdio Aprazível de Marcos Chaves

Andrea Rocha apresenta individual "selfie-portraits" no Estúdio Aprazível de Marcos Chaves

Andrea Rocha apresenta individual "selfie-portraits" no Estúdio Aprazível de Marcos Chaves

Andrea Rocha apresenta individual "selfie-portraits" no Estúdio Aprazível de Marcos Chaves

Andrea Rocha apresenta individual "selfie-portraits" no Estúdio Aprazível de Marcos Chaves

 

Artist Statement por Andrea Rocha

Uma mulher segura ardorosamente uma bolsa junto ao rosto. Corta. A bolsa é subtraída da imagem e em seu lugar é inserido um livro. Todo aquele anseio por um acessório de moda é transferido para o objeto livro. O espectador acredita: agora ela é uma leitora voraz. Um book é tudo o que uma modelo precisa.

Uma velhinha caminha com a ajuda de uma bengala. Ela é frágil, ela é lenta, ela é vulnerável. Corta. Agora a velhinha segura uma metralhadora. Cuidado com a velhinha!

Trabalho com imagens emprestadas de revistas. E revistas são um criadouro de estereótipos. Minha instalação mais recente brinca com uma característica inesperada da imagem estereotípica: a versatilidade. Isso ficou claro para mim quando assisti à explicação de Hitchcok para um conceito essencial de edição, o Efeito Kuleshov: um homem tem um risinho no rosto. Corta, você vê uma mulher brincando com um bebê. O homem é um velhinho bondoso. Agora o homem tem o mesmo risinho. Corta, você vê uma mulher de biquíni. Agora ele é o “velho safado”, não mais o cavalheiro distinto. Bingo!

Quando folheio revistas em busca de imagens para uma colagem ou instalação, criaturas de papel estão mergulhando, dançando, competindo. Corta. Agora elas estão se jogando para salvar suas vidas. Do alto de uma pilha de revistas de mais de 2 metros de altura, elas tentam escapar da maldição da reciclagem. Tarde demais. Um mecanismo triturador já as está sugando para o esquecimento. Cresci rodeada de revistas e mais revistas, de todos os tipos e meu primeiro trabalho foi numa editora de revistas. Mais tarde, herdei uma numerosa coleção de Architectural Digest e National Geographic. Não por coincidência, minha prática é primeiramente focada em resignificar o material impresso, usando a colagem como uma forma de transgressão. Numa insistência perversa em ser analógica e desconsiderar avanços tecnológicos, eu intencionalmente não recorro a tecnologias digitais ao construir imagens, mas, em vez disso, reutilizo sobras físicas que compulsivamente coleciono.

No momento trabalho numa série de selfie-portraits, que é a um só tempo engraçada e sinistra, uma espécie de Fake-Photoshop. Colando o papel direto no rosto e fazendo uma selfie, desenvolvi um modo pessoal de resistência de identidade, que explora o absurdo dos padrões de beleza.


Currículo e trajetória da artista Andrea Rocha:

Educação

2019 – Chelsea College of Arts – University of the Arts London, Mestrado em Belas Artes

2018 – Chelsea College of Arts – University of the Arts London, Especialização em Nível de Pós-Graduação em Belas Artes
2005 – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Letras, especialização em tradução 1987
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Comunicação Social, especialização em Jornalismo

Exposições Individuais

2019 – ‘Self Portrait Series’, Estúdio Aprazível – Marcos Chaves, Rio de Janeiro (agosto)

Seleção de Exposições Coletivas

2019 – ‘Chelsea MA Fine Art Summer Show 2019’, Chelsea College of Arts, Londres (Julho)
‘Lab Store T-shirt Project’, Lab Store London (junho)
‘ArteFat’, a convite das curadoras Pahlavi Surana & Sofia Palacios / Sotheby’s Institute of Art- MA Contemporary Art, em colaboração com Peter Ibberson, Londres (Maio)
‘Art in the Castle’, exposição de um dia no Bletchingley Castle, Surrey, Inglaterra (maio)
‘All Across Chelsea’, curadoria Lelia Byron & Wilson Aguirre, Cookhouse Gallery, Londres (maio)
‘Supernatural’, Mafa Gallery, Londres (Maio)
‘Dress Rehearsal I’, em colaboração com Lelia Byron, Cookhouse Gallery, London (abril)
‘Cookies & Coke’, Batch Collective, Art Number 23 Gallery @ The Old Biscuit Factory, Bermondsey, Londres (março)
‘One Night Stand’, Coco Room, Wimbledon College of Arts, Londres (março) ‘Be Mine’, Cookhouse Gallery, Londres (fevereiro)
‘Wicked Game’, Triangle Space, Londres (janeiro)

2018 – ‘Spectacular Sensation’, Medicine Gallery @Five Bells, New Cross, Londres (dezembro)
‘Livro Inventado II’, exposição de livros de artista, organização Marcos Bonisson, Galeria Oriente, Rio de Janeiro (dezembro)
‘Obsessions’ Cookhouse Gallery, Londres (novembro)
‘Undergraduate Summer Show 2018’, Chelsea College of Arts (junho)
‘FOUR’, apresentado por 5in5, Stour Space, Londres (julho)
‘THREE’, apresentado por 5in5, hARTslane, London (junho)
‘TWO’, presented by 5in5, Buster Mantis, Londres (maio)

2017 – ‘Livro Inventado I’, exposição de livros de artista, organização Marcos Bonisson, Galeria Oriente, Rio de Janeiro (julho)
‘Feira URCA’, exposição de livros de artista, Ateliê da Imagem, Rio de Janeiro (junho)

2014 – ‘Flicks’, Galeria Paçoca, grupo do fotógrafo Marcos Bonisson, Rio de Janeiro (dezembro)

2013 – ‘Campo de Livros II’, Centro Cultural da Justiça Federal, exposição de livros de artista, organizada pelo fotógrafo Marcos Bonisson, Rio de Janeiro (junho)

2012 – ‘Campo de Livros’, Casa da Ladeira, exposição de livros de artista, organizada pelo fotógrafo Marcos Bonisson, Rio de Janeiro (junho)

Prêmios

2018 – Selecionada pelo projeto “Orbital”, da Lewis Global Communications, para expor a série Selfie-Portrait, nos escritórios da Lewis Millbank Tower, durante um ano.

SERVIÇO

selfie-portraits

  • Data: 17 de agosto de 2019 – Sábado
  • Horário: Das 16h ás 21h
  • Entrada: Somente para convidados
  • Classificação: Livre
  • Local: Estúdio Aprazível
  • Endereço: Rua Aprazível 141, 301 – Santa Tereza – Rio de Janeiro
  • Tel: (21) 99105-5931
  • Site: https://dedeiarocha.com/