Podemos ajudar?

A LURIXS: Arte Contemporânea exibe ‘Borderline’, exposição individual de Amalia Giacomini,

A LURIXS: Arte Contemporânea abriu ao público no dia 14 de outubro de 2021 a mostra ‘Borderline’, individual de Amalia Giacomini, em sua sede no Leblon. Com curadoria e texto de Fernanda Lopes, a mostra reúne trabalhos recentes da artista e intervenções no edifício, como a obra Cátenas (2021) na fachada e a obra Vão (2021) que atravessa os dois andares da galeria. A exposição fica em exibição até 3 de dezembro de 2021.

 

COMO HABITAR O MUNDO | Fernanda Lopes

Há quase duas décadas, a produção de Amalia Giacomini se interessa pelo espaço. Talvez o que tenha se tornado cada vez mais visível ao longo dos anos e dos trabalhos tenha sido o espaço tridimensional, arquitetônico. Não só aquele voltado para a arte (como galerias, museus, centros culturais) como outros, com outros usos (ou em desuso), ou mesmo as fachadas – esse lado da arquitetura voltado para fora e menos protegido dos imprevistos e dos descontroles do mundo.

Há também o espaço do plano bidimensional, onde seu pensamento renova e reafirma interesse ao longo do tempo, em seus desenhos e intervenções na superfície, e até mesmo na sua apropriação da parede. Mas há outro espaço, esse abstrato, que é ponto de partida e motor dessa produção: o lugar entre o projeto e a realidade, a fronteira entre pensar e detalhar no papel todas as etapas para construção de algo, e depois, tornar essa construção possível no mundo real.

 

A LURIXS: Arte Contemporânea exibe 'Borderline', exposição individual de Amalia Giacomini,
@LURIXS

 

 

A LURIXS: Arte Contemporânea exibe 'Borderline', exposição individual de Amalia Giacomini,
@LURIXS

 

 

O termo borderline, que dá nome à esta exposição, significa fronteira, ou, mais literalmente, linha de fronteira. Uma linha que marca o limite entre duas coisas diferentes, colocadas física ou teoricamente lado a lado. A zona cinza, nublada, que marca essa situação de passagem, oscilando entre os dois lados. Essa situação de fronteira, do lugar entre projeto e mundo real, marca esta individual de Amalia Giacomini.

As obras de sua produção recente reunidas aqui se interessam por esse espaço entre, e na linha como elemento fundador. São construídas utilizando itens corriqueiros como tapumes, correntes, linhas de costura, grafite, giz, metal, vidro – muitos encontrados em canteiros de obras – tratados aqui quase como corpos, a partir do interesse da artista em suas características individuais (e não por sua habilidade de fingirem ser o que não são). A eles se juntam outros corpos – da artista e do público – na construção e experiência do espaço.

As obras de Amalia Giacomini são como exercícios da dúvida. É como se testassem os limites da promessa geométrica de racionalidade, intencionalidade e precisão, incorporando imprevistos e imprecisões do real. Essa dinâmica é marcada não por uma frustração, mas por ironia e provocação. A geometria não como ponto de chegada, mas como ponto de partida para a discussão do mundo e de como habitá-lo.

 

A LURIXS: Arte Contemporânea exibe 'Borderline', exposição individual de Amalia Giacomini,
Quadro Negro, Amalia Giacomini

 

 

A LURIXS: Arte Contemporânea exibe 'Borderline', exposição individual de Amalia Giacomini,
Quadro Negro, Amalia Giacomini

 

 

Sobre a artista

Formada em Arquitetura e Urbanismo (FAU-USP) e mestre pela UFRJ, Amalia Giacomini (n. São Paulo, 1974) começa a expor em 2002, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Tão logo conclui a graduação em Arquitetura, a artista paulistana inicia sua pesquisa em artes visuais, tendo como foco questões como a representação do espaço. Muitas vezes, seu trabalho parte da arquitetura ou do espaço expositivo.

Amalia já expôs seu trabalho em diversas instituições do país, como Instituto Tomie Othake (SP), Itau Cultural (SP), Museu da Casa Brasileira (SP), Paço Imperial (RJ), Centro Cultural São Paulo, Centro Universitário Maria Antonia da USP, Galerias da FUNARTE (RJ e DF), Centro Cultural Sérgio Porto (RJ), Museu de Arte Contemporânea do Paraná (Curitiba) e MAC de Niterói (RJ). Fora do Brasil apresentou em 2009 a exposição Liberér l’horizon reinventér l’espace, na galeria da Cité des Arts em Paris. Em 2012 realizou a exposição individual The Invisible Apparent na Galeria Nacional de Praga. A artista vive e trabalha no Rio de Janeiro.

 

 

A LURIXS: Arte Contemporânea exibe 'Borderline', exposição individual de Amalia Giacomini,
Dobradura, Amalia Giacomini

 

 

Borderline: AMALIA GIACOMINI

Visitação: 14 out – 03 dez 2021

Local

LURIXS: Arte Contemporânea

Rua Dias Ferreira, 214 – Leblon

Rio de Janeiro, Brasil – 22431-010

www.lurixs.com

www.facebook.com/lurixs

@lurixs

Horário

De segunda a sexta: das 11h às 19h

Sábados sob agendamento

Entrada gratuita