Podemos ajudar?

5 artistas do abstracionismo brasileiro

Há tempos o abstracionismo se consolidou como uma das principais formas de arte na contemporaneidade. Como o próprio nome diz, o movimento antepõe as formas abstratas e desencontra o figurativismo, com manifestações subjetivas.

O movimento iniciado Wassily Kandisnky no início do século passado influenciou diversos artistas em todo o mundo, incluindo o modernismo brasileiro. A partir dos anos 40, tanto o abstracionismo informal (sentimental e intuitivo) quanto o abstracionismo geométrico (racional e organizado) tiveram representantes por essas terras.

Vamos à alguns deles:

Lygia Clark (1920-1988)

Lygia Clark foi uma pintora e escultora nascida em Belo Horizonte, ela se iniciou na arte com a ajuda de Burle Marx, no Rio. A ‘propositora’ negou o rótulo de artista.

Depois de passar alguns anos em Paris, Lygia voltou ao Rio e integrou o Grupo Frente, liderado por Ivan Serpa. Já em 1959, ela assinou o Manifesto Neoconcreto visando instituir uma nova linguagem abstrata na arte nacional.

Ela participou da Primeira Exposição Nacional de Arte Neoconcreta, no MAM, ao lado de nomes como Ferreira Gullar e Sergio Camargo.

 

5 artistas do abstracionismo brasileiro
Superfície Modulada (1958), de Lygia Clarck

 

Ivan Serpa (1923-1973)

Ivan Serpa foi um dos grandes artistas brasileiros, sua obra sempre oscilou entre o figurativismo e a arte concreta. Ele foi professor no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM/RJ), principalmente no ensino infantil.

O artista criou o Grupo Frente, como já falamos. Ele também criou o Centro de Pesquisa de Arte no Rio de Janeiro em 1970, junto de Bruno Tausz.

 

5 artistas do abstracionismo brasileiro
FORMAS . In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural

 

Antonio Bandeira (1922-1967)

Antonio Bandeira foi um pintor, desenhista e gravador nascido em Fortaleza. Ele se tornou um dos representantes do abstracionismo brasileiro.

O artista se mudou cedo para o Rio e depois conseguiu uma bolsa de estudos na França em 1946, e passou alguns anos lá, no entanto deixou as instituições buscando uma arte não acadêmica.

Bandeira voltou ao Brasil em 1952, e participou da 1ª Bienal Internacional de São Paulo, além de também participar e ser premiado na segunda edição do evento.

 

5 artistas do abstracionismo brasileiro
Antonio Bandeira

 

Manabu Mabe (1924-1997)

Mabe foi um japonês que se mudou para o Brasil em 1934, ainda criança, e desde cedo se interessou pela pintura. Ele passa por muitos tutores e obtém conhecimento técnico e teórico com o pintor Yoshiya Takaoka.

Em 1958 ganha o Prêmio Leirner de Arte Contemporânea, e também o de melhor pintor nacional na 5ª Bienal Internacional de São Paulo.

 

5 artistas do abstracionismo brasileiro
Carregadores de Café – Manabu Mabe

 

Luiz Sacilotto (1924-2003)

Paulista, Luiz Sacilotto começou sua carreira com tendências expressionistas, principalmente pintando retratos. No entanto, se torna adepto do abstracionismo depois de conhecer Jacob Ruchti.

 

5 artistas do abstracionismo brasileiro
Luiz Sacilotto